Noite de Libertadores: Pela hora da morte

Foto: Globoesporte.com

Palmeiras e Atlético Paranaense comemoraram vitórias importantes na fase de grupos da Libertadores. O Furacão bateu o San Lorenzo fora, na raça, enquanto o Verdão esperou até o último minuto para fazer o gol que salvou a sua torcida da total desgraça.

Continue lendo “Noite de Libertadores: Pela hora da morte”

Noite de Libertadores: O carnaval ainda não acabou no Rio

Foto: Globoesporte.com

Flamengo atropela o San Lorenzo em seu retorno ao Maracanã, se candidatando ao primeiro lugar da chave. Atlético Mineiro visita o Godoy Cruz e sofre na Argentina, enquanto o Palmeiras arranca um empate do estreante Atlético Tucumán em território adversário. Os brasileiros mostraram muita garra na quarta-feira de Libertadores.

Continue lendo “Noite de Libertadores: O carnaval ainda não acabou no Rio”

San Lorenzo e Boedo: memórias sobrepostas de um gigante

Foto: Hola Siglo XXI
Foto: Hola Siglo XXI

Em 1979, o San Lorenzo se despedia de seu estádio, o Gasómetro. Atravessando graves dificuldades financeiras, o time argentino se endividou, foi parar na segunda divisão e por alguns anos atuou em estádios de outros clubes antes de inaugurar o Nuevo Gasómetro (Pedro Bidegain), em 1993. Duas décadas depois disso, o Ciclón se prepara para retornar a Boedo e levantar um novo estádio, exatamente onde foi construído e derrubado o primeiro.

Continue lendo “San Lorenzo e Boedo: memórias sobrepostas de um gigante”

Onze times grandes que já foram goleados por 7 a 1

*Por Lílian Trigo e Felipe Portes

Drama. Choro. Gente desesperada. Descrença. Surpresa. Vergonha. Decepção. De que vivem os times grandes que já levaram de 7 a 1 alguma vez na história? De que se alimentam? 7 a 1 foi pouco? Suas torcidas conseguiram superar o trauma? Hoje, no Globo Repórter. Não, digo, nos Onze mais da Todo Futebol.

Continue lendo “Onze times grandes que já foram goleados por 7 a 1”

A lesão que quase tirou Sanfilippo do futebol

Uma entrevista da revista ‘El Grafico’ de maio de 2015 colocou o repórter Diego Borinsky de frente com a lenda do San Lorenzo e da seleção argentina, José ‘Nene’ Sanfilippo. Atacante com enorme capacidade de finalização e maior artilheiro da história do Ciclón, José teve longa carreira no esporte.

Continue lendo “A lesão que quase tirou Sanfilippo do futebol”

San Lorenzo e o título que veio depois de uma vida

Depois de uma série de milagres, desventuras, sofrimento e claro, uma espera quase eterna, o San Lorenzo se sagrou campeão da Copa Libertadores. Foi contra o Nacional, Nacional Querido, que superou suas limitações para chegar até uma decisão que iria de qualquer forma revelar um vencedor inédito, o terceiro consecutivo.

Continue lendo “San Lorenzo e o título que veio depois de uma vida”

Não haverá zebra na final da Libertadores

Sim, senhores, o Nacional Querido está na final da Copa Libertadores. Ele mesmo, o 16º colocado (último entre os que avançaram às oitavas) na primeira fase da competição, que se classificou na bacia das almas no grupo do Atlético Mineiro e que não impressionaria a ninguém se não fosse um pequeno que quer o seu lugar ao sol que quase nunca brilha para quem não é gigante.

Continue lendo “Não haverá zebra na final da Libertadores”

Se a Libertadores é grande, nada mais justo pertencer ao San Lorenzo

Se alguém disse que essa Libertadores estava menos Libertadores por não ter grandes clubes disputando o título, que cale-se perante o feito do San Lorenzo, que pegou a vaga para as oitavas na bacia das almas e foi derrubando um a um até chegar na decisão. Não satisfeito em quebrar o Grêmio e o Cruzeiro, o Ciclón ainda derrubou com classe o Bolívar, sensação da competição e reconhecido como uma das forças mais interessantes do torneio. A Copa se aproxima para o Cuervo, encerrando uma espera que já foi longa demais para um gigante como este.

Continue lendo “Se a Libertadores é grande, nada mais justo pertencer ao San Lorenzo”

Sebastián Torrico, a cara da classificação do San Lorenzo

O Cruzeiro foi todo valente para enfrentar o San Lorenzo no jogo de volta das quartas de final da Copa Libertadores, mas nem todo o esforço do mundo foi capaz de ultrapassar as barreiras defensivas dos argentinos no Mineirão. Sobretudo quando nos deparamos com mais uma atuação esplendorosa do goleiro Sebastián Torrico.

Continue lendo “Sebastián Torrico, a cara da classificação do San Lorenzo”