Vices que amamos: A Itália mutante de 1994

Depois do terceiro lugar no Mundial de 1990 como anfitriã, a Itália continuou forte e brigou pela taça na edição de 1994, nos Estados Unidos. O timaço de Arrigo Sacchi sofreu com o forte calor norte-americano e fez um jogo histórico antes de sucumbir novamente diante do Brasil em uma final.

Continue lendo “Vices que amamos: A Itália mutante de 1994”

O ritual que deu forças ao Chile na Copa do Mundo de 1962

Para encarar sua primeira grande participação em Mundiais, o Chile não quis ser apenas um mero anfitrião. Preparada para os desafios que viriam pela frente, a seleção chilena fez uma série de rituais antes das partidas, apreciando especiarias nacionais de seus adversários. A tática estava dando certo, até que o Brasil apareceu pelo caminho.

Continue lendo “O ritual que deu forças ao Chile na Copa do Mundo de 1962”

Aldair, o último zagueiro brasileiro fora de série

A classe incomparável de Aldair rendeu muitas alegrias aos torcedores da Roma e da Seleção Brasileira. Capaz de barrar ataques adversários e iniciar contragolpes com muita precisão, o ex-zagueiro marcou época por onde passou.

Continue lendo “Aldair, o último zagueiro brasileiro fora de série”

Félix: O bravo campeão que nunca foi uma unanimidade

Ser goleiro da Seleção Brasileira envolve muito mais contras do que prós. A pressão para manter o legado de grandes jogadores da posição massacra e destrói a fama dos que não tiveram tanto sucesso com a camisa canarinha. Mesmo campeão mundial na marcante e saudosa Copa de 1970, Félix sempre conviveu com críticas e contestações. Mas ele mesmo se dizia vencedor de toda e qualquer batalha em sua vida.

Continue lendo “Félix: O bravo campeão que nunca foi uma unanimidade”

Hipóteses cabeludas sobre a fatídica final da Copa do Mundo 1998

ATENÇÃO: ESTE É UM TEXTO FICCIONAL. Os eventos descritos neste post não refletem e nem se propõem a refletir a realidade dos acontecimentos de 12 de julho de 1998. São cinco hipóteses bizarras que podem ajudar (ou não) a entender o mistério em torno da derrota que marcou uma geração.

Continue lendo “Hipóteses cabeludas sobre a fatídica final da Copa do Mundo 1998”

[Yahoo] Thiago Silva supera mágoa após ter sido o “bode expiatório” da Era Dunga

thiago-silva

Erros cruciais do zagueiro serviram como base para que Dunga o sacasse das convocações da Seleção Brasileira. Entretanto, Thiago Silva continua sendo o melhor da posição pelo Brasil e sua presença era mais um dos crimes da Era Dunga no comando. Capitão do Paris Saint-Germain retoma seu posto e agora só sai aposentado.

Leia no Yahoo >>>>

O Brasil não tem obrigação de ser campeão de tudo

Foto: CBF/Ricardo Stuckert
Foto: CBF/Ricardo Stuckert

Foi-se o tempo em que o Brasil era o principal celeiro de craques e histórias que contagiam o mundo. Hoje estamos ocupando um papel secundário e isso talvez provoque uma mudança na forma como encaramos o desempenho da Seleção, tanto no masculino quanto no feminino.

Continue lendo “O Brasil não tem obrigação de ser campeão de tudo”

Pretinha: o fôlego interminável de uma vencedora

Pretinha Brasil

Pretinha ajudou a evoluir o futebol feminino brasileiro desde 1989 e encerrou no ano passado uma longa e brilhante carreira no esporte. Ex-atleta e medalhista olímpica, esteve na primeira Copa do Mundo feminina com o Brasil e também fez parte do grupo que fundou a primeira liga Americana de futebol feminino profissional. Prodígio do nosso futebol, ela estreou pela Seleção aos 16 anos.

Continue lendo “Pretinha: o fôlego interminável de uma vencedora”

Um goleiro absolutamente fora do comum

Marcos Libertadores 2000

Goleiros precisam fazer um esforço hercúleo para serem dignos de nota. Apenas os que são fora de série são lembrados após o fim da carreira. Marcos se destacou pelos milagres debaixo das traves e pelo carisma quase inconsequente que conquistou outras torcidas além da do Palmeiras.

Continue lendo “Um goleiro absolutamente fora do comum”