Noite de Libertadores: A coragem vale ouro

Foto: Globoesporte.com

Em noite de empates para os brasileiros na Libertadores, o Botafogo roubou a cena fazendo uma grande partida contra o favorito do grupo. No atual contexto, segurar o Barcelona de Guayaquil no Equador é um grande mérito. O Grêmio, por outro lado, passou perto de vencer o Guaraní em Assunção.

Continue lendo “Noite de Libertadores: A coragem vale ouro”

Noite de Libertadores: A melhor forma de se respeitar um campeão

Foto: GloboEsporte.com

Botafogo e Atlético Mineiro viveram noite incrível na quinta-feira de Libertadores. Com vitórias convincentes, ambos podem comemorar demais na rodada. Especialmente o Fogão, que não teve medo do atual campeão e derrubou o Atlético Nacional dentro do Atanásio Girardot.

Continue lendo “Noite de Libertadores: A melhor forma de se respeitar um campeão”

Noite de Libertadores: De puxeta em puxeta, o Botafogo segue em delírio

Foto: GloboEsporte.com

Botafogo faz a sua estreia na fase de grupos e se dá bem no Nilton Santos. Com um placar apertado e muito sufoco, o Alvinegro deu um presentão ao técnico Jair Ventura ao vencer o Estudiantes. No outro jogo da chave, o Barcelona de Guayaquil peitou o Atlético Nacional em duelo eletrizante.

Continue lendo “Noite de Libertadores: De puxeta em puxeta, o Botafogo segue em delírio”

Noite de Libertadores: No limite do piripaque

Brasileiros se deram bem fora de casa na Copa Libertadores. Classificação para a fase de grupos foi com muito drama e atuação monumental dos goleiros Weverton e Gatito Fernández. Botafogo sofreu mais com derrota e precisou dos pênaltis para sobreviver, enquanto o Atlético Paranaense superou uma guerra de nervos em Capiatá.

Continue lendo “Noite de Libertadores: No limite do piripaque”

Noite de Libertadores: Onde há fumaça, há fogo

Foto: Globoesporte.com

Gol de bicicleta deixa o Botafogo em vantagem no duelo contra o Olimpia na Libertadores. Vitória simples no Engenhão permite que o Fogão empate no Paraguai para sobreviver no torneio. Enquanto isso, em Curitiba, o Atlético Paranaense paga por vacilos pontuais e terá de suar sangue para eliminar o Deportivo Capiatá.

Continue lendo “Noite de Libertadores: Onde há fumaça, há fogo”

Noite de Libertadores: O povo se delicia com um bom drama

Atlético Paranaense e Botafogo desafiam a lógica e se classificam na Libertadores. Jogos difíceis fora de casa testaram o coração das duas torcidas. O drama se fez presente no fim da rodada para os brasileiros sobreviventes no torneio, rumo à terceira fase.

Continue lendo “Noite de Libertadores: O povo se delicia com um bom drama”

Noite de Libertadores: O importante é fazer o dever de casa

A Libertadores já está valendo para os clubes brasileiros. Dois deles jogaram pela segunda fase eliminatória, na última quarta-feira. Atlético Paranaense e Botafogo atuaram diante de suas torcidas para conseguir resultados positivos na ida.

Continue lendo “Noite de Libertadores: O importante é fazer o dever de casa”

Didi, o “Príncipe Etíope” que causou ciúme na coroa do Real Madrid

Foto: UOL
Foto: UOL

Didi brilhou na Copa de 1958 e foi eleito o melhor jogador do torneio que deu a primeira taça ao Brasil. Anos depois, assinou com o Real Madrid, mas foi boicotado por colegas enciumados. Entre eles, Alfredo Di Stéfano.

Continue lendo “Didi, o “Príncipe Etíope” que causou ciúme na coroa do Real Madrid”

Heróis da Fila: Mendonça no Botafogo

Foto: Tardes de Pacaembu
Foto: Tardes de Pacaembu

Mendonça não é o maior ídolo do Botafogo. Não foi Garrincha com seus dribles desconcertantes, não foi Zagallo com seus gols decisivos, não foi Nilton Santos com a sua técnica e sua inteligência, não foi Jairzinho com toda a sua artilharia. Mas tem um peso histórico como grande craque da fila botafoguense que durou de 1968 a 1989.

Continue lendo “Heróis da Fila: Mendonça no Botafogo”

Seu Raimundo, o maior corneteiro de Sócrates

Foto: UOL
Foto: UOL

Todo jogador, por mais incontestável que seja, terá um crítico ferrenho. Alguém que não é adepto do seu estilo, contesta os seus feitos ou que não se rende a um fenômeno do esporte. No caso de Sócrates, um jogador puramente artístico e capaz de liderar espetáculos em campo, o crítico estava muito perto, dentro do peito. O seu pai, Raimundo Vieira.

Continue lendo “Seu Raimundo, o maior corneteiro de Sócrates”