Ademir é nome de craque para jogar em time grande

Falar de futebol e ouvir o nome Ademir pode causar certo saudosismo em duas torcidas particulares do Brasil. Vascaínos e palmeirenses aprenderam a idolatrar diferentes gênios da bola que infelizmente nunca contracenaram. Mas dividem de alguma forma o mesmo batismo.

Continue lendo “Ademir é nome de craque para jogar em time grande”

O título do Palmeiras que fez Rivellino deixar o Corinthians

O Corinthians chegava como favorito para a disputa da final do Campeonato Paulista de 1974. Liderado por Rivellino, que dispensa apresentações, o Timão se aproximava da conquista que seria a redenção para toda uma geração. Afinal, por 20 anos o time falhou em conquistar títulos. No entanto, o que era para ser uma festa terminou com melancolia e a despedida do meia, que foi vendido para o Fluminense.

Continue lendo “O título do Palmeiras que fez Rivellino deixar o Corinthians”

Times memoráveis do Brasileirão: 1972, o Palmeiras de Ademir da Guia

Ademir impõe com seu jogo 
o ritmo do chumbo (e o peso), 
da lesma, da câmara lenta, 
do homem dentro do pesadelo.

Ritmo líquido se infiltrando 
no adversário, grosso, de dentro, 
impondo-lhe o que ele deseja, 
mandando nele, apodrecendo-o

(João Cabral de Melo Neto, sobre Ademir da Guia)

Continue lendo “Times memoráveis do Brasileirão: 1972, o Palmeiras de Ademir da Guia”

Um craque chamado Divino

Nesta sexta-feira, o eterno camisa 10 do Palmeiras, Ademir da Guia, faz aniversário. Com 73 anos, o vovô tem grandes histórias para contar sobre sua vida no Parque Antarctica. Maior craque do maior time que o Verdão já teve, Ademir ganhou um documentário em 2006, mostrando seus feitos e com relatos de jogadores tão brilhantes quanto ele.

Continue lendo “Um craque chamado Divino”