Brasileiraço: Da Vila Belmiro para o mundo e de volta ao Brasil

Robinho x Cap
Foto: GloboEsporte.com

Atlético Mineiro cola no Palmeiras com tropeço do líder e conta com rodada infeliz para Santos e Grêmio. Flamengo derruba Tricolor gaúcho e volta a sonhar com o título. O domingo de Brasileirão na Série A deixou o campeonato novamente aberto para todas as possibilidades.

Série A, R21 – De grão em grão, o Galo enche o papo

Diego Fla

Diego e Robinho brilharam mais uma vez nesta rodada do Brasileirão. Não, não estamos falando direto de 2002, mas de 2016, quando a dupla que nasceu no Santos entra na reta final da carreira. Muito tempo se passou, mas o futebol dos dois continua rendendo que é uma beleza. Para a tristeza santista, nenhum deles ajudou o Peixe neste domingo.

Comecemos por Robinho, o camisa 7 do Atlético Mineiro, que ousou sair do fim da tabela para brigar pela conquista. Com um gol do atacante, o Galo venceu o duro Atlético Paranaense em casa e subiu para a segunda posição. O placar foi magro, mas é nessas que a equipe mineira se consolida entre os clubes da ponta. Pelo Furacão, houve reclamação sobre um pênalti não marcado antes do intervalo, após falta em Galhardo. Como sempre, não poderíamos passar um fim de semana sem um erro de arbitragem.

O Flamengo, por outro lado, reascendeu à briga com uma vitória convincente diante do Grêmio, em Brasília. Leandro Damião e Diego fizeram os gols rubro-negros no duelo, após várias chances criadas e domínio exercido nos 90 minutos. Agora os cariocas estão em terceiro, logo atrás do Galo e do Palmeiras. São três pontos até a liderança.

Seriam cinco de distância para o Fla se o Verdão não tivesse tropeçado em casa contra a Ponte Preta, na tarde de domingo. O jogo foi dramático e teve duas vezes a Macaca indo buscar a igualdade. Falhas defensivas cruciais custaram caro ao Palmeiras de Cuca, que até mereceu vencer, mas não fez o terceiro gol da tranquilidade. Rafael Marques e Thiago Martins marcaram para os líderes, enquanto Wellington Paulista e William Pottker anotaram para os campineiros. Não ganharam a partida, agora aguentem o drama.

Por falar em drama, temos Cruzeiro e Internacional em situação periclitante. Há quatro jogos sem perder, a Raposa finalmente deixou o Z4 e parece ter recuperado a confiança em suas qualidades. Ao bater o Figueirense por 2-1 em Florianópolis, a equipe de Mano Menezes chegou aos 23 pontos e jogou o Vitória (que entra em campo amanhã) para o abismo, com a mesma pontuação. Coincidentemente, o Colorado também marca 23 pontos após o empate chorado contra o São Paulo, no Beira-Rio. Já sob a batuta de Celso Roth, o Inter escapou da derrota e de entrar nesta rodada para o Z4. O problema é que o próximo desafio é contra o Sport, em Recife. E aí a coisa pode apertar.

Craque da rodada: Sassá, do Botafogo, que encaminhou com dois gols a vitória botafoguense por 3-0 contra o Sport. Olha o Fogão vivo aí, minha gente.

Buzina da rodada: Santos, que tomou uma virada do Coritiba no Couto Pereira e viu os coxa-brancas se tranquilizarem um pouco na competição.

Placares: América Mineiro 1-2 Chapecoense, Botafogo 3-0 Sport, Flamengo 2-1 Grêmio, Atlético Mineiro 1-0 Atlético Paranaense, Palmeiras 2-2 Ponte Preta, Internacional 1-1 São Paulo, Santa Cruz 0-1 Fluminense, Coritiba 2-1 Santos e Figueirense 1-2 Cruzeiro. Corinthians e Vitória encerram a 21ª rodada na segunda-feira à noite.

Série B, R21: Os jogos que ninguém viu

Vasco x Sampaio

Vocês sabiam que a Série B voltou? Pois é, no meio de semana tivemos uma rodada isolada e outra agora no fim de semana de despedida dos Jogos Olímpicos no Rio. Ninguém sabia disso porque estavam todos ocupados vendo a Seleção finalmente vencer o ouro no futebol, dentro do Maracanã, contra a Alemanha. Pouco antes de acabar o drama no templo do esporte, o Vasco representava o futebol carioca em São Januário, e passando um aperto. Não deu para o líder bater o pobre Sampaio Correia, que segura a lanterna do campeonato. Um empate por 1-1 resultou em fortes vaias da arquibancada, de gente que deixou de prestigiar o Brasil para ver um jogo fraco. Mas faz parte.

A sorte vascaína é que o segundo colocado, o Ceará, perdeu para o Paysandu por 2-0 e assim acabou não alterando em muita coisa a situação no topo da tabela. São cinco pontos de vantagem do Vascão para o Vozão. Quem poderia tirar essa margem, o Atlético Goianiense, empatou com o Oeste em 1-1 no Serra Dourada e jogou a chance no lixo.

Entre as surpresas da rodada, Bahia e Goiás venceram seus confrontos e se animaram. O Esmeraldino, que acaba de recontratar o atacante Wálter, do Atlético-PR, venceu o Tupi por 2-1 e saiu do Z4, finalmente. Enquanto isso, o Bahia detonou o Avaí na Ressacada e voltou a sonhar com uma vaguinha honesta no G4. Méritos para o professor Guto Ferreira.

Placares: Atlético Goianiense 1-1 Oeste, Bragantino 2-2 Vila Nova, Joinville 1-1 Luverdense, Paraná 0-2 Brasil de Pelotas, Náutico 0-1 Criciúma, CRB 0-1 Londrina, Vasco 1-1 Sampaio Correia, Avaí 0-3 Bahia, Paysandu 2-0 Ceará e Goiás 2-1 Tupi.

Série C, R14: O drama português

Lusa x Juventude

A Portuguesa voltou para a zona de rebaixamento da Série C novamente. É mais um capítulo de recaída da Lusinha neste relacionamento abusivo com o descenso. Em casa, no Canindé, o time rubro-verde levou a virada do Juventude, por 2-1, e agora ocupa a penúltima colocação, com 11 pontos, um a menos que o Macaé, seu rival direto nesta batalha árdua.

No bololô do Grupo A, o Botafogo-PB continua líder, apesar do empate com o River. O problema é que ASA, ABC e Fortaleza seguem no retrovisor. Somando 23 pontos, o Belo vê os alagoanos com pontuação igual, potiguares e cearenses com 22, na cola, ali cafungando o cangote. Apenas ABC e ASA venceram na rodada. Os outros dois jogos da chave terminaram empatados e o Remo recebe o Confiança na segunda-feira, podendo chegar aos 23 e se equiparar aos líderes. Pura tensão, restando quatro jogos.

Por fim, no Grupo B em que a Portuguesa sofre horrores para se manter na terceira divisão, o líder Guarani caiu na armadilha do Boa Esporte e voltará de Varginha com uma derrota na bagagem, por 1-0. Logo atrás do Bugre vem o Botafogo-SP, que goleou o Guaratinguetá por 4-0 fora de casa. Fecham o G4 o Boa e o Ypiranga, que ganhou do Tombense. Para escapar da Série D, o Guará precisa vencer todos os seus quatro compromissos restantes e secar com força a Portuguesa e o Macaé. Pode apenas chegar aos 16 pontos, enquanto a Lusa soma 11 e os cariocas 12. Ainda dá, mas só mesmo um milagre.

Placares: [Grupo A] River 2-2 Botafogo-PB, ABC 2-1 Fortaleza, Salgueiro 2-2 Cuiabá e ASA 2-0 América-RN. Remo e Confiança se enfrentam na segunda-feira, às 19h15. [Grupo B] Portuguesa 1-2 Juventude, Mogi Mirim 0-0 Macaé, Guaratinguetá 0-4 Botafogo-SP, Ypiranga 2-1 Tombense e Boa Esporte 1-0 Guarani.

Série D, oitavas de final, volta

Ituano x Inter Lages

Atlético Acreano 3-1 Princesa do Solimões, 4-2 no agregado
Juazeirense 1-0 Moto Club, 2-3 no agregado
Altos 2-0 CSA, 2-3 no agregado
Itabaiana 2-0 Campinense, 2-2 no agregado, 4-3 nos pênaltis
Ceilândia 0-1 Fluminense-BA, 1-1 no agregado, 3-4 nos pênaltis
Volta Redonda 0-0 Anápolis, 2-1 no agregado
São Bento 2-0 J. Malucelli, 3-1 no agregado
Ituano 0-1 Inter de Lages, 5-4 no agregado

Confrontos das quartas de final: Atlético Acreano x Moto Club, Volta Redonda x Fluminense-BA, São Bento x Itabaiana e CSA x Ituano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *