Brasileiraço: Atropelado pelo próprio trator

Argel Inter

História de Argel como técnico do Inter acabou neste domingo, após derrota do Colorado para o Santa Cruz. Antes brigando pela taça, equipe gaúcha decaiu demais e sofrerá troca de comando nos próximos dias. Enquanto isso, na Série B, Vasco quer colocar um fim na urucubaca.

Série A: Quatro derrotas incomodam demais

Santa Cruz

Seria engraçado se não fosse trágico. Estava em sua casa, bem, até domingo passado. Prometeu usar o seu trator para demolir a colheita vizinha e assim ter para si os lucros isolados na plantação. Acordou semana passada determinado a levantar cedo e demolir o trabalho alheio com a brutalidade de uma máquina agrícola.

O que o agricultor Argel não esperava era perder o controle de sua ferramenta, que trepidou no gramado do Beira-Rio antes mesmo de chegar ao objetivo inicial, que era passar por cima dos ramos gremistas. O trator balançou tanto que o motorista voou de seu banco e foi parar lá na frente, arremessado com a força de um monstro mecânico, sendo atropelado em seguida. Ficou na pior por uns dias, até que no domingo finalmente bateu as botas. E nem vão ter tempo de preparar um bom jazigo para o seu lugar: a plantação precisa continuar e contratarão outro motorista capaz de conduzir a máquina vermelha no resto do ano. Segue a vida.

O Inter perdeu para o Santa Cruz com um placar magro, mas que encheu a pança da equipe coral. Depois de cinco derrotas seguidas, um alento para o trabalho de Milton Mendes, que estava igualmente pressionado por resultados. Antes líder, o Colorado agora se contenta com um humilde oitavo lugar, pouco para quem parecia tão regular. Acontece.

O Corinthians, por outro lado, superou as turbulências iniciais com Cristóvão Borges e agora pressiona a liderança palmeirense. Mais uma vitória, mais três pontos importantes diante de uma encardida Chapecoense na Arena Condá: dois a zero e a retomada da confiança alvinegra. Lá estão eles brigando pela taça outra vez. Alguém está surpreso?

Não dá pra entender é o Flamengo, que não se decide se joga como uma seleção ou como um catado de bairro. Oscilando e sambando rodada a rodada, o Rubro-Negro bateu o embalado Atlético Mineiro por 2-0 em Brasília. Vizeu está em chamas? O sonho é possível, ainda que o sono venha parcelado durante a noite. Estão deixando a Ponte Preta sonhar também, não vamos menosprezar. Encaixadinho, o plantel de Eduardo Baptista venceu o Sport, afundou o Leão e colou no G4. É o segundo trabalho elogiável consecutivo de Baptista no Brasileirão.

Por fim, temos dois tricolores com um sorriso no rosto: o Grêmio também se aproximou da liderança ao bater o Figueirense em casa. Também em seus domínios, o São Paulo escalou reservas para detonar o malfadado América Mineiro no Morumbi: 3-0, fora o baile. E quarta-feira teremos guerra em Medellín, pela Libertadores. Restam Cruzeiro x Atlético Paranaense e Palmeiras x Santos nesta rodada, que acaba só terça-feira à noite.

Craque da rodada: Felipe Vizeu, o homem da dobradinha pelo Fla. Dois gols no Galo na manhã de domingo. Sua defesa está apavorada.

Buzina da rodada: Sport, que perdeu três seguidas e está em um relacionamento sério com o Z4.

Placares: Coritiba 0-0 Botafogo, Chapecoense 0-2 Corinthians, Ponte Preta 2-1 Sport, Flamengo 2-0 Atlético Mineiro, Grêmio 2-1 Figueirense, São Paulo 3-0 América Mineiro, Santa Cruz 1-0 Internacional e Vitória 0-0 Fluminense. Cruzeiro x Atlético Paranaense jogam segunda-feira às 20h e Palmeiras x Santos entram em campo na terça, 20h30.

Série B: Tudo mais ou menos a mesma coisa

Bahia x Vila Nova

Fizeram uma barca de jogadores no Bahia, trocaram o comando técnico, mas a coisa segue bem crítica. Em 11º lugar, o Tricolor de Aço amarga a segunda derrota seguida sob o comando de Guto Ferreira, que seria o salvador da pátria após a demissão de Doriva. Mas será que o problema mesmo era o técnico? A gente vai saber disso até o fim do primeiro turno, se a situação não melhorar.

Na Fonte Nova, o Vila Nova aprontou das suas e bateu o Bahia, que vem cambaleando e está cada vez mais distante de estabilizar a campanha para buscar o acesso. É melhor deixar pra 2017, não?

O Vasco, que tanto foi cornetado por esta coluna, reagiu e bateu o Brasil de Pelotas em casa para manter a liderança e a vantagem em relação ao Atlético Goianiense. Nenê voltou a estar em grande forma e marcou um dos gols da vitória por 2-0. O zagueiro Luan fez o outro. No clássico goiano, o Atlético não conseguiu superar o Goiás e ficou em um bom 2-2 no Serra Dourada, na tarde de sábado.

Na briga contra o descenso, o Joinville ganhou alguma moral ao bater o Sampaio Correia em casa por 2-0, ficando assim a dois pontos de sair do Z4. Enquanto isso, os maranhenses se afundam na lanterna.

Craque da rodada: Rafael Grampola, do Bragantino. Ele só fez um gol contra o Oeste na vitória contra o Braga, mas o nome é tão curioso que ele virou o destaque da coluna.

Buzina da rodada: Náutico, que tomou de 3-1 do CRB em casa e deu uma piorada sensível na tabela.

Placares: Paraná 0-0 Avaí, Bahia o-1 Vila Nova, Criciúma 2-2 Luverdense, Tupi 2-1 Ceará, Náutico 1-3 CRB, Oeste 1-3 Bragantino, Goiás 2-2 Atlético Goianiense, Joinville 2-0 Sampaio Correia, Vasco 2-0 Brasil de Pelotas e Paysandu 0-0 Londrina.

Série C: O novo líder chegou

Botafogo-PB

O Botafogo-PB roubou a liderança do Grupo A do Fortaleza e quer fincar os pés no G4 para brigar pelo acesso. Ao vencer o ASA no Almeidão, o Bota paraibano chegou aos 15 pontos, deixando o Leão do Pici para trás. Nos últimos cinco jogos, o alvinegro não perdeu nenhuma e veio quietinho para tomar a dianteira.

As coisas estão mais equilibradas do que parecem no grupo A: do líder até o quarto colocado, a diferença é de três pontos e tudo pode acontecer nas rodadas finais antes do mata-mata. Quer dizer, chegamos à oitava jornada, quase no fim do primeiro turno. Botafogo, Fortaleza, ABC e Remo estão segurando as quatro vagas, mas como vocês bem viram, não se pode apontar um favorito. O bom é que não tivemos nenhum empate neste fim de semana. Digno de nota, além do Bota, é o Remo, que bateu no Fortaleza em casa e subiu ao G4. Vai que dá.

No Grupo B, temos algumas boas surpresas. Como a primeira vitória do Guaratinguetá!!!! O lanterna ganhou da Portuguesa, justo da Portuguesa, que continua beirando a zona de rebaixamento. Foi por 2-1, mas agora dá para acreditar na arrancada pela permanência na Série C. Quer dizer, isso é o que o pessoal do Guará precisa botar na cabeça.

O outro Botafogo, o de Ribeirão Preto, perdeu para o Tombense e só não perdeu a posição porque o pessoal de trás estava bem longe. Ypiranga e Tombense, que venceram na rodada, fecham o G4. O Guarani, último invicto entre os moicanos, visita o Mogi Mirim na segunda-feira, fechando as atividades da jornada 8 da competição. A banda segue tocando e é difícil fazer previsões sobre os classificados. Assim que é bom.

Craque da rodada: Daniel Amorim, autor de dois gols pelo Tombense e artilheiro da Série C.

Buzina da rodada: ASA, segunda derrota seguida na competição. Parecia pronto para deslanchar e murchou.

Placares: [Grupo A] ABC 2-1 Cuiabá, River 1-0 Salgueiro, Botafogo-PB 2-0 ASA, Remo 2-0 Fortaleza e Confiança 0-2 América-RN. [Grupo B] Macaé 1-2 Juventude, Guaratinguetá 2-1 Portuguesa, Tombense 3-1 Botafogo-PB e Ypiranga 1-0 Boa Esporte. Mogi Mirim x Guarani jogam na segunda-feira à noite.

Série D, placares

Grupo A1: Genus 2-0 Trem e Atlético-AC 2-1 Nacional-AM
Grupo A2: Palmas 4-1 Baré e Princesa do Solimões 2-0 São Francisco-PA
Grupo A3: São Raimundo-PA 6-0 Rio Branco-AC e Náutico-RR 3-1 Rondoniense
Grupo A4: Águia de Marabá 1-1 Moto Clube e Santos-AP 1-2 Tocantinópolis
Grupo A5: Juazeirense 3-3 Altos e Maranhão 4-0 Icasa
Grupo A6: Parnahyba 1-1 Central-PE e GuaranI de Juazeiro 2-3 CSA
Grupo A7: Souza 2-1 América-PE e Galícia 1-0 Globo
Grupo A8: Serra Talhada 0-1 Itabaiana e Potiguar 2-2 Uniclinic
Grupo A9: Sergipe 0-1 Campinense e Murici 2-2 Fluminense-BA
Grupo A10: Araguaia 1-2 Comercial-MS e Ceilândia 3-0 Aparecidense
Grupo A11: Anápolis 1-0 Luziânia e Sete de Dourados 2-2 Sinop
Grupo A12: Goianésia 0-1 Desportiva-ES e URT 0-0 Volta Redonda
Grupo A13: Espírito Santo 1-1 Osasco Audax e Boavista 0-1 Caldense
Grupo A14: São Bento-SP 4-0 Portuguesa-RJ e Villa Nova-MG 1-1 São José-RS
Grupo A15: Madureira 1-2 J. Malucelli e Novo Hamburgo 1-0 Brusque
Grupo A16: PSTC-PR 1-1 Linense e Inter de Lages 3-0 São Paulo-RS
Grupo A17: Ituano 5-0 Metropolitano e Caxias 1-2 Maringá

*A coluna do Brasileiraço terá uma pausa em virtude do breve recesso do editor e volta no dia 25 de julho. Até lá, a Série D já estará iniciando a fase de mata-mata. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *