A primeira adolescência de Gigi Buffon

Buffon

Como tantos outros jogadores de futebol, Gianluigi Buffon não teve direito a uma adolescência normal. Começou a carreira no Parma em 1991, aos 13 anos e, 2 anos depois, foi convocado pela primeira vez para a seleção. Com 17 anos, já veterano na Squadra Azzurra, foi promovido a goleiro principal do Parma. Em 2001, chegou à Juventus, e imediatamente virou o camisa 1. Hoje, 19 anos depois, Buffon coleciona títulos e continua batendo recordes.

f403cddb8cc669d132ddff5b473ecdb9

Como bom mármore de Carrara, Buffon resiste ao tempo. Aos 38 anos, ele está na melhor fase de sua vida. Suas defesas na Euro fazem muitos considerá-lo o melhor goleiro do mundo. Mas é na vida pessoal que Gigi vive um momento especial. Desde que começou seu relacionamento com Ilaria D’Amico, âncora da Sky Sport, Buffon aparece quase que semanalmente nas revistas de fofoca.

E o casal não faz a menor questão de esconder seu romance. São comuns as fotos dos pombinhos se agarrando, seja em alguma praia ou nas noites frias de Milão e Turim. Tanta empolgação não poderia ter outro resultado e, no dia 6 de janeiro de 2016, o casal deu as boas-vindas a Leopoldo Mattia, terceiro filho do goleiro e segundo da apresentadora.

ClKx8R9WEAA88iN.jpg small

A chegada do filho resultou em um Buffon mais brincalhão e relaxado. Nos últimos meses, o goleiro parece estar se divertindo dentro do campo. São constantes as brincadeiras com os companheiros da Juventus e da seleção. Na Euro, as efusivas comemorações, pendurado na trave ao final de cada partida, já renderam um belo tombo e algumas escoriações. Nada preocupante.

Para quem achava que ele já estava aposentado, as atuações nesta Euro mostram que um grande goleiro pode – e deve – se divertir. Ganhando ou não, fica claro que o menino Gigi está finalmente curtindo a vida adoidado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *