Brasileiraço: Ninguém quer ganhar esse negócio

Willian Cruzeiro

A 11ª rodada do Brasileirão marcou a queda dos quatro primeiros colocados na tabela. Entretanto, a situação não mudou muito na briga pela liderança, já que Palmeiras e Internacional perderam, dando espaço para o Corinthians. Na Série B, o Vasco venceu com um gol épico de Andrezinho.

Série A: Tropeço Futebol Clube

Inter x Botafogo

O Palmeiras não jogou a bola que estava mostrando nas rodadas anteriores e apanhou do Cruzeiro, de virada, no sábado. O Mineirão festejou a reação do time de Paulo Bento, com dois gols do bigodudo Willian, dono do jogo contra os líderes: 2-1. O Verdão bem que tentou botar pressão e saiu na frente, graças a Gabriel Jesus, mas a barca virou e a defesa facilitou demais a aproximação cruzeirense ao gol de Fernando Prass. O goleirão também falhou, mas deu sorte que o seu chapéu torto desarmado por Alisson foi parar fora do gol. O susto foi enorme.

Logo atrás, o Internacional chocou o Brasil ao perder por 3-2 para o Botafogo, em pleno Beira-Rio. E tudo começou com tragédia, já que o Glorioso abriu 2-0 no placar em 15 minutos. Valente, o time de Argel Fucks foi buscar o primeiro gol, com Eduardo Sasha. Entretanto, o Bota fez o terceiro e arrefeceu os ânimos colorados. Os mandantes fizeram o segundo, mas o desastre estava completo: derrota do Inter, que podia ter sido líder, mas escorregou em seus domínios contra uma equipe que está no Z4. Ninguém quer ganhar mesmo.

Ninguém quer ganhar, sabe por quê? Porque nem o Grêmio, que podia encostar e passar o seu coirmão, fez a sua parte. Quer dizer, não era fácil a missão de ganhar do Atlético Paranaense em Curitiba. Tanto não foi fácil, como os meninos de Paulo Autuori dominaram o Tricolor e levaram mais uma em casa. O Furacão é bem difícil de ser batido na Arena e este jogo provou a teoria. Os gols foram de Hernani e André Lima. Aparentemente, o placar de 2-0 poderia ter sido bem maior, não fosse Marcelo Grohe.

Desastres em clássicos? Neste fim de semana, eles atendem por São Paulo e Flamengo. O Tricolor paulista tomou uma surra do Santos, por 3-0, no Pacaembu. Uma atuação incontestável do Peixe, que ainda subiu para o G4 e quer brigar pela taça. Já o Flamengo, bateu demais a cabeça e tomou um gol ridículo de Richarlison, com dupla falha da defesa, que saiu jogando com a maior inocência e não viu o adversário chegando. O outro gol do Fluminense foi contra, de Willian Arão. Assim fica difícil deixarem chegar, Mengão. Quem chegou mesmo foi o Corinthians, que ganhou do decadente Santa Cruz no sábado à noite e bateu os 19 pontos, apenas três do Palmeiras, que lidera. Vai ser bacana o fim do primeiro turno.

Bonito de ver foi o Sport, que puniu a Chapecoense, recém-orfã de Guto Ferreira. Na Ilha do Retiro, o Leão engoliu o pobre Índio Condá por 5-1 com dois gols de um rapaz chamado Rodney Wallace, lateral-esquerdo. O detalhe curioso dessa história é que o Sport estreou uma camisa que lembra muito o desenho da Alemanha em 2014. A diferença é que o uniforme era preto, mas as listras no peito eram iguais. Goleada incrível dos pernambucanos, que tentam fugir da beira do precipício.

Craque da rodada: Lucas Lima, do Santos, que destroçou o São Paulo em uma atuação finíssima.

Buzina da rodada: Internacional, que entrou em campo podendo ser líder e saiu dele com uma enorme enxaqueca após perder para o Botafogo.

Placares: Cruzeiro 2-1 Palmeiras, Corinthians 2-1 Santa Cruz, América Mineiro 0-1 Atlético Mineiro, Vitória 1-1 Ponte Preta, Flamengo 1-2 Fluminense, Santos 3-0 São Paulo, Internacional 2-3 Botafogo, Atlético Paranaense 2-0 Grêmio, Figueirense 0-0 Coritiba e Sport 5-1 Chapecoense.

Série B: Andrezinho Superstar Soccer Deluxe

“A bota! Escanteio… Fuerte bomba! YES, GOAL! GOOOOOOOOOAAAAALLLLL! Repetição!” É preciso remeter ao clássico do Super Nintendo para falar do golaço de Andrezinho contra o CRB, na tarde de sábado. O Galo alagoano saiu na frente e o brocador Leandrão apareceu para empatar. Depois disso, dois nomes monopolizaram a festa vascaína em Maceió: Andrezinho e Martín Silva.

O meia fez o gol olímpico da virada em um chute inspirado na gaveta do CRB, um sonho realizado após tantos anos. Como é bom ver um lance assim. Depois, o goleirão uruguaio salvou o Vasco com muitas defesas e em um pênalti salvo nos acréscimos. Quebra tudo o camisa 1. O Cruzmaltino segue líder e abriu cinco pontos de vantagem sobre o Ceará, que assumiu o segundo posto.

De resto, não tivemos grandes eventos ou surpresas na 12ª rodada da ilustríssima Série B. Quer dizer: o Bahia perdeu de novo, a quarta seguida na sua campanha. Um timaço desse sofrendo tanto para vencer, só pode ser a famosa zica. Quem vai dar jeito nisso? Quem bateu o Tricolor de Aço foi o Brasil de Pelotas, por 2-1, em Caxias do Sul. O Oeste de Fernando Diniz voltou a ganhar e derrubou o Sampaio Correia em Barueri. No clássico da rodada, o Vila Nova empatou em 1-1 com o Goiás e as coisas continuam na mesma para os rivais.

Craque da rodada: Andrezinho, do Vasco, porque não é todo dia que alguém faz um gol olímpico desse de forma intencional e com tanta perícia. Memorável. Monumental.

Buzina da rodada: Bahia, que espera Guto Ferreira enquanto perde a sua quarta partida em série. Abre o olho, Baêa, se não o acesso para a Série A vai ficar mais distante.

Placares: Paysandu 0-0 Atlético Goianiense, Criciúma 1-1 Bragantino, Luverdense 2-1 Londrina, Brasil de Pelotas 2-1 Bahia, Vila Nova 1-1 Goiás, Paraná 1-0 Joinville, Ceará 2-1 Náutico, CRB 1-2 Vasco, Oeste 1-0 Sampaio Correia e Tupi 1-1 Avaí.

Série C: A invencibilidade premiada do ASA

ASA x Cuiabá

No Grupo A da Série C, o único time que ainda não perdeu é o ASA de Arapiraca. Novo líder da chave, o time alvinegro bateu o Cuiabá em casa, no domingo, por 1-0. A vitória não empolgou, mas é mais uma prova de consistência desta equipe treinada por Paulo Foiani. Outra vez superior em campo, apesar de não fazer um placar elástico, o ASA cresce demais de produção e se coloca na posição de um dos favoritos para o acesso.

O Fortaleza, que liderava, patinou e ficou só no 1-1 com o Salgueiro, fora de casa, caindo para a vice-liderança. O mesmo placar se deu em América-RN e Botafogo-PB, em que os paraibanos também chegaram aos mesmos 11 pontos do Leão do Pici. Fechando o G4 vem o Remo, que empatou (adivinha o placar?) com o ABC no Mangueirão. A coisa está bem equilibrada em geral: três pontos separam o líder ASA do quinto colocado, o Salgueiro. Tudo pode acontecer.

Já no Grupo B, só o Ypiranga venceu. Quatro empates deixaram tudo igual na chave. Os gaúchos de Erechim bateram o Macaé por 2-0 e afundaram de vez o time carioca na zona de rebaixamento, com apenas três pontos. Provisoriamente, o líder é o Botafogo-SP, que segurou um 1-1 com o Juventude em Ribeirão Preto e foi parar na ponta da tabela, com 13 pontinhos. Mas o Bugre voltou para a dianteira após segurar um 0-0 com a Lusinha no Canindé, na noite de segunda-feira. Para fechar nossos destaques, falamos do Guaratinguetá, que finalmente somou seu primeiro ponto no torneio e frustrou o Tombense, um dos três invictos do campeonato. Foi um 2-2 interessante no estádio Agostinho Prada, na manhã de domingo.

Craque da rodada: Os gêmeos Anderson e André, que fizeram os gols do Guará no empate contra o Tombense. Como dissemos, foi o primeiro ponto da Águia do Vale na Série C.

Buzina da rodada: Macaé, que perdeu seus últimos cinco jogos. Muito esforço para jogar a Série D em 2017.

Placares: [Grupo A] Remo 1-1 ABC, América-RN 1-1 Botafogo-PB, River 1-2 Confiança, ASA 1-0 Cuiabá e Salgueiro 1-1 Fortaleza. [Grupo B] Botafogo-SP 1-1 Juventude, Guaratinguetá 2-2 Tombense, Ypiranga 2-0 Macaé e Boa Esporte 1-1 Mogi Mirim e Portuguesa 0-0 Guarani.

Série D, placares

Manoel Altos-PI
Manoel, autor de dois gols para o Altos-PI, que goleou o Icasa por 5-1.

Grupo A1: Nacional-AM 2-1 Trem e Genus 1-1 Atlético-AC
Grupo A2: São Francisco-PA 2-2 Baré e Palmas 2-3 Princesa do Solimões
Grupo A3: Rio Branco-AC 3-0 Rondoniense e Náutico-RR 0-0 São Raimundo-PA
Grupo A4: Moto Clube 0-0 Tocantinópolis e Santos-AP 2-3 Águia de Marabá
Grupo A5: Altos-PI 5-1 Icasa e Juazeirense 3-0 Maranhão
Grupo A6: CSA 2-1 Central-PE e Guarani de Juazeiro 2-2 Parnahyba
Grupo A7: Souza 4-3 Galícia e Globo 1-1 América-PE
Grupo A8: Uniclinic 1-1 Itabaiana e Serra Talhada 0-3 Potiguar
Grupo A9: Sergipe 1-1 Murici e Fluminense-BA 2-1 Campinense
Grupo A10: Comercial-MS 0-0 Aparecidense e Araguaia 2-4 Ceilândia
Grupo A11: Luziânia 1-1 Sinop e Anápolis 1-0 Sete de Dourados
Grupo A12: Volta Redonda 0-0 Desportiva-ES e Goianésia 1-3 URT
Grupo A13: Caldense 0-0 Audax Osasco e Espírito Santo 2-0 Boavista
Grupo A14: São José-RS 0-1 Portuguesa-RJ e São Bento-SP 0-1 Villa Nova-MG
Grupo A15: Madureira 1-0 Novo Hamburgo e Brusque 2-0 J. Malucelli
Grupo A16: Linense 1-0 São Paulo-RS e PSTC-PR 0-0 Inter de Lages
Grupo A17: Metropolitano 2-0 Maringá e Caxias 3-1 Ituano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *