Brasileiraço: Não se pode reclamar da seca de gols

Foto: GloboEsporte.com
Foto: GloboEsporte.com

Palmeiras dorme na liderança após tropeço do Internacional, mas quem comemora mais é o Atlético Mineiro, que finalmente vence a primeira com Marcelo Oliveira, deixando a zona de rebaixamento. Na Série B, Vasco perde mais uma, mas segue na ponta.

Série A: Ponto a ponto

Dudu Palmeiras santa cruz

Era questão de tempo até que o Atlético Mineiro de Marcelo Oliveira, Fred e Robinho engrenasse. A pressão estava aumentando a cada resultado ruim e a presença na zona de rebaixamento. A atuação que os atleticanos tanto estavam esperando aconteceu na manhã de domingo, com um baita sol batendo no campo.

Foi aí que o Galo se encaixou e arrebentou com a Ponte Preta em uma atuação irreconhecível dentro do que temos visto deste a saída de Diego Aguirre. Leandro Donizete e Cazares abriram o caminho para a vitória atleticana. A tão consistente Ponte Preta de Eduardo Baptista não conseguiu lidar com o bombardeio vindo dos mandantes. Se isso vai significar uma reação histórica do Galo, não sabemos. Mas que um placar gritante contra um time acertadinho anima, ah, isso não há dúvida.

Era sábado quando o Palmeiras recebeu o Santa Cruz para estrear sua camisa branca nova, lançada dias atrás. E para dar as boas vindas ao uniforme, uma atuação avassaladora. Superioridade técnica, muitas chances de gol e certamente muito trabalho para o goleirão Tiago Cardoso, que teve de se desdobrar para evitar uma goleada. O placar ficou em 3-1, mas poderia ter sido mais. O Verdão dorme na liderança nesta rodada, graças ao tropeço do Internacional, fora de casa, contra o Figueirense. Santa Catarina não era o lugar mais quente do mundo para o confronto entre o Figueira e o Colorado. Mas o clima pegou fogo com um jogaço maluco. Os catarinenses venceram por 3-2 e quase não perderam dois pontinhos no fim, visto que o Inter apertou para fazer o seu.

O Corinthians, atual campeão, se despediu de Tite, que segue para a Seleção Brasileira. E para dar adeus ao seu melhor comandante, o Timão passou pelo Botafogo ao fazer 3-1 em Itaquera. No mais, ter a eficiência de sempre deve ser o objetivo de Cristóvão Borges, novo técnico no Parque São Jorge. E o que falar do São Paulo, que escapou de uma derrota no fim, em Brasília? Maicon fez um pênalti bizarro ao chutar a cara de Emerson e deu a chance da vitória para o Flamengo, nos acréscimos do segundo tempo. Mas Alan Patrick bateu mal, jogou fora e acabou em empate, 2-2. Dramas reais.

Craque da rodada: Dudu, do Palmeiras, o motorzinho de Cuca. Fez dois gols contra o Santa Cruz e o Verdão termina a rodada na liderança.

Buzina da rodada: Fluminense, que está amarrado por algum feitiço e perdeu para o oscilante Sport na Ilha do Retiro.

Placares: Palmeiras 3-1 Santa Cruz, Atlético Paranaense 1-0 Santos, América Mineiro 2-1 Coritiba, Vitória 1-2 Chapecoense, Atlético Mineiro 3-0 Figueirense, Flamengo 2-2 São Paulo, Corinthians 3-1 Botafogo, Figueirense 3-2 Internacional, Sport 2-1 Fluminense e Grêmio 2-0 Cruzeiro.

Série B: Era uma vez um campeonato que ninguém queria ganhar

CRB vence o Atlético Goianiense

Era uma vez a Série B. Um campeonato bonito, com equipes tradicionais no Brasil, jogos misteriosamente equilibrados e histórias em que jogadores incomuns alcançam o estrelato antes de serem contratados por clubes da elite. Nesta Série B, em que o Vasco desponta como o gigante em busca do seu terceiro acesso e favorito por jogar muito mais bola do que todo mundo, a disputa se abre após a décima rodada.

O Vasco, na ponta, perdeu para o Paysandu em São Januário, por 2-0. O Atlético Goianiense, que vem logo atrás, também caiu em casa, diante do CRB, por 2-1. Com esta movimentação, os alagoanos subiram para terceiro, enquanto o fumegante Náutico ocupa o quarto lugar, já chegando ao segundo jogo sem vencer.

Mistério também foi o Bahia, que recebeu o Londrina, tomou 2-1 e demitiu Doriva do comando. Para acabar as surpresas, o ex-100% como mandante, o Criciúma, empatou com o Tupi, vice-lanterna, em solo carvoeiro. E não é só isso! O Oeste, que estava engrenando com Fernando Diniz e o resto do elenco do Osasco Audax, foi surpreendido em Barueri pelo Vila Nova. É muito plot twist para poucos jogos. É por isso que amamos a Série B.

Craque da rodada: Jhonnatan, o volante herói do Papão na vitória de 2-0 contra o Vasco, no Rio. Fez dois gols, ambos como homem surpresa no ataque paraense.

Buzina da rodada: Vasco, que perdeu em casa após 11 meses. Quem diria, hein?

Placares: Joinville 1-1 Ceará, Sampaio Correia 1-1 Brasil de Pelotas, Paraná 1-2 Luverdense, Goiás 2-0 Avaí, Náutico 1-1 Bragantino, Bahia 1-2 Londrina, Atlético Goianiense 1-2 CRB, Criciúma 2-2 Tupi, Vasco 0-2 Paysandu e Oeste 1-3 Vila Nova.

Série C: Os últimos invictos

Guarani

Apenas três clubes permanecem invictos na Série C do Brasileirão: ASA de Arapiraca, Guarani e Tombense. Em cinco partidas, este trio seguiu imbatível e está entre os sérios concorrentes a uma vaguinha na segunda fase. Porém, apenas um lidera a sua chave: o Bugre, no grupo B.

O Fortaleza ia muito bem, três vitórias seguidas, mas daí, PLAU, derrota para o ABC em pleno Castelão. E o América-RN, que era nosso queridinho até pouco tempo atrás? Também perdeu em casa, para o imparável ASA. Tá bem equilibrado o grupo A, com o Leão do Pici liderando, mas vendo o Botafogo-PB e o ASA de pertinho no retrovisor.

Por falar em invicto, o destaque dessa rodada foi mesmo o Tombense, que deu um sacode no Ypiranga, em casa, no sábado. Os mineiros fizeram 4-0 e se animaram para chegar na terceira posição. Com nove pontos, a equipe de Tombos acompanha o Guarani de perto. Os campineiros fizeram a lição de casa e bateram o Boa Esporte para continuar na dianteira. E a Portuguesa, que quer honrar a sua história, se redimiu da goleada sofrida semana passada, vencendo o Juventude fora de casa por 2-1. Triste mesmo é o Macaé, que perdeu a quarta seguida (para o Mogi) e está brigando com muita perseverança pela lanterna com o Guaratinguetá. O Guará, no entanto, só joga na noite de segunda-feira.

Craque da rodada: Daniel Amorim, atacante e autor de três dos quatro gols do Tombense. Fera demais.

Buzina da rodada: Juventude, que perdeu a terceira seguida e está flertando com a zona de rebaixamento do grupo B.

Placares: [Grupo A] Fortaleza 0-1 ABC, América-RN 1-2 ASA, Botafogo-PB 2-1 River, Cuiabá 0-0 Salgueiro e Confiança 1-3 Remo. [Grupo B] Tombense 4-0 Ypiranga, Macaé 0-1 Mogi Mirim, Juventude 1-2 Portuguesa e Guarani 2-1 Boa Esporte. Botafogo-PB e Guaratinguetá jogam na noite de segunda-feira.

Série D, placares

CSA x Guarani de Juazeiro
CSA atropelou o Guarani de Juazeiro com um placar de 6-0

Grupo A1: Nacional-AM 3-3 Atlético-AC e Trem 2-0 Genus
Grupo A2: São Francisco-PA 3-0 Princesa e Baré 1-1 Palmas
Grupo A3: Rondoniense 2-2 Náutico-RR e Rio Branco-AC 2-0 São Raimundo-PA
Grupo A4: Moto Clube 2-0 Águia de Marabá e Tocantinópolis 2-0 Santos-AP
Grupo A5: Icasa 1-2 Maranhão e Altos 4-0 Juazeirense
Grupo A6: Central-PE 1-0 Parnahyba e CSA 6-0 Guarani de Juazeiro
Grupo A7: América-PE 2-1 Souza e Globo-RN 5-0 Galícia
Grupo A8: Itabaiana 3-1 Serra Talhada (Uniclinic x Potiguar jogam segunda, às 20h)
Grupo A9: Campinense 1-1 Sergipe e Fluminense-BA 3-1 Murici
Grupo A10: Comercial-MS 0-2 Araguaia-MT e Aparecidense 3-2 Ceilândia
Grupo A11: Luziânia 0-0 Anápolis e Sinop 2-3 Sete de Dourados
Grupo A12: Desportiva-ES 4-1 Goianésia (Volta Redonda x URT jogam segunda, às 20h)
Grupo A13: Caldense 2-0 Boavista e Audax Osasco 0-0 Espírito Santo 
Grupo A14: São José-RS 0-0 Villa Nova-MG e Portuguesa-RJ 0-1 São Bento-SP
Grupo A15: J. Malucelli 2-0 Madureira e Brusque 1-1 Novo Hamburgo
Grupo A16: São Paulo-RS 2-1 Inter de Lages e Linense 2-4 PSTC-PR
Grupo A17: Metropolitano 0-2 Ituano e Maringá 3-0 Caxias

0 pensamento em “Brasileiraço: Não se pode reclamar da seca de gols”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *