Brasileiraço: A ziquizira interminável do Atlético Mineiro

Bruno Rodrigo Cruzeiro

Dois clássicos marcaram uma bela sétima rodada do Brasileirão na Série A. Cruzeirenses e Palmeirenses estão rindo à toa. Na Série B, Vasco perde a invencibilidade de 34 jogos para o vice-líder e briga esquenta na tabela. Portuguesa passa vergonha em casa na Série C. Confira os destaques do Brasileirão neste fim de semana.

Série A: O sapo enterrado no Horto

Foto: UOL
Foto: UOL

O Cruzeiro superou mais uma vez o seu rival em uma partida do Campeonato Brasileiro. Com um gostinho especial e em um duelo muito emocionante, a Raposa jantou o Atlético Mineiro, que estreava Fred na tarde deste domingo. Quem vestia alvinegro no Horto e esperava reatar a relação de amor com o clube neste 12 de junho, saiu de coração partido. Ao vencer por 3-2 com gols de Alisson, Riascos e Bruno Rodrigo, a equipe celeste jogou o Galo para a zona de rebaixamento e impôs mais uma rodada de seca para Marcelo Oliveira, que ainda não venceu desde que retornou ao comando do time.

Fred, o astro do domingo no Horto, não fez feio. Marcou o seu gol, o segundo do Atlético, mas de nada adiantou. O barco atleticano virou quando Bruno Rodrigo testou lindamente para o fundo das redes. E assim, a zica do Atlético permanece. Com apenas uma vitória e sete pontos, o clube está na 17ª colocação, em péssima fase após a eliminação da Libertadores.

Nem só de clássico mineiro viveu esta rodada. O líder Internacional passou bem pelo América Mineiro, em casa, no sábado. O placar foi de 3-1 e marcou uma atuação segura do Colorado de Argel Fuchs. É um time que não encanta, mas faz a sua parte com muita eficiência e estes pontos no Beira-Rio devem fazer diferença. Não falamos que o Inter vem forte este ano, o que provavelmente deve impulsionar uma boa campanha na briga pelo título enfim. Destaque para o menino Aylon, que fez dois gols.

Cleiton parmera x curica

Em São Paulo, com torcida única no Allianz Parque, o Palmeiras superou o Corinthians pela segunda vez na temporada, com gol de Cleiton Xavier. A última vez que os dois se enfrentaram em um 12 de junho, o ano era 1993 e o Campeonato Paulista vivia a sua final, redimindo o Verdão de uma espera de quase 17 anos sem títulos. Honrando o time campeão de Evair, Edmundo, Zinho, Roberto Carlos e demais astros, o alviverde vibrou bastante e mereceu demais vencer o dérbi. Foram muitas chances criadas e que pararam nas mãos do goleirão Walter. Antes do apito final, um lance polêmico em que Bruno Henrique foi às redes em dividida com Cleiton Xavier, mas a jogada já estava parada por falta em Fernando Prass. Esse gol anulado ainda vai dar o maior bafafá.

Por falar em bafafá, o Grêmio também sai da rodada com uma certa revolta. Poderia ter vencido o Fluminense, mas o juiz não deu um pênalti para o Tricolor gaúcho em mão de Henrique na bola. Um pontinho para cada após um placar de 1-1 e todos minimamente satisfeitos, na medida do possível. E a Chapecoense? Era a última invicta do Nacional e perdeu para a Ponte Preta em Campinas. Pouco equilibrado esse Brasileirão na Série A? Pobre também é o Santa Cruz, que se perdeu após largar muito bem e levou 2-0 do Santos, em pleno Arruda, sem Grafite em campo. Que pasa, Milton Mendes? Outro visitante indigesto é o Atlético Paranaense, que foi até o frio Morumbi na noite de sábado e virou contra o São Paulo. Na raça.

Craque da rodada: Aylon, do Internacional, que vem despontando com gols pelo líder da competição.

Buzina da rodada: Botafogo, que levou o empate do Vitória no finzinho e continua segurando a lanterna. Te cuida, Fogão!

Placares: Internacional 3-1 América Mineiro, Ponte Preta 2-1 Chapecoense, Fluminense 1-1 Grêmio, São Paulo 1-2 Atlético Paranaense, Botafogo 1-1 Vitória, Coritiba 3-2 Sport, Palmeiras 1-0 Corinthians, Atlético Mineiro 2-3 Cruzeiro, Figueirense 1-0 Flamengo e Santa Cruz 0-2 Santos.

Série B: O fim do sonho possível vascaíno

Foto: Globo Esporte
Foto: Globo Esporte

Foram 34 longos jogos de invencibilidade que atravessaram o fim de 2015 e chegaram até a metade de 2016. Mas finalmente o Vasco perdeu um jogo. Foi dos mais complicados diante de um adversário arrumadinho, longe de casa. E doeu, ah, como doeu. Primeiro porque o Atlético Goianiense aproveitou muito bem as chances que teve para marcar. Segundo porque a defesa cruzmaltina entregou legal a paçoca para o Dragão.

Depois de tantas atuações sólidas e convincentes, uma ficou devendo, logo a que poderia igualar o número de 35 jogos invictos que pertencia ao Expresso da Vitória nos anos 1940. Jordi e Rodrigo foram os destaques negativos no Vasco: a dupla esteve desastrada em lances importantes e suas falhas culminaram nos dois gols atleticanos. Em outro jogo normal, a reação estaria ao alcance, mas sem Nenê, suspenso, os cruzmaltinos perderam demais no poder de fogo. Agora os dois clubes estão separados por apenas um ponto na tabela. Ao que tudo indica, deve ser a briga pelo título, já que os dois elencos estão afiados para a disputa.

Sabe quem está com a corda toda? O Náutico, que goleou o Paraná por 5-1 na Arena Pernambuco. Dono do melhor ataque da Série B e com três vitórias seguidas, o Timbu chegou ao seu 18º gol em um novo atropelamento. Dias atrás foi o Sampaio Correia a vítima, agora foi o decepcionante Paranito de Claudinei Oliveira. Se firmou no G4 a equipe pernambucana, assim como o Bahia, que está logo à frente. O Tricolor de Aço também venceu seus últimos três compromissos e recebeu o CRB na sexta, fazendo um imponente 3-0 em casa. O elenco de Série A está fazendo a diferença e os meninos de Doriva responderam em campo às críticas no início. Devem brigar pelo acesso.

O Oeste de Fernando Diniz, que conta com muitos atletas emprestados pelo Audax Osasco, conheceu um empate após dois triunfos. Sem conseguir passar pelo Goiás, no Serra Dourada, a equipe paulista segue tentando empolgar na competição. O Rubrão ficou a quatro pontos do G4, mas ainda sonha. Já o Esmeraldino, não vive grande fase e segue em 17º, na zona de descenso. Perigo. Por outro lado, o Sampaio Correia finalmente reagiu e bateu o Criciúma, que até agora se mostrou um visitante fraquíssimo. Foi a primeira vez que os maranhenses saíram de campo com os três pontos na Série B. Animou?

Craque da rodada: Taiberson, do Náutico, autor de um doblete na amassada que o Timbu deu no Paraná. Estava impossível o menino.

Buzina da rodada: Tupi, rumo à Série C, perdeu mais uma e se afundou na última posição. É a quinta derrota seguida dos mineiros.

Placares: Bahia 3-0 CRB, Sampaio Correia 1-0 Criciúma, Goiás 1-1 Oeste, Náutico 5-1 Paraná, Brasil de Pelotas 1-0 Tupi, Avaí 0-1 Joinville, Londrina 1-0 Vila Nova, Atlético Goianiense 2-1 Vasco, Bragantino 0-0 Paysandu e Luverdense 2-0 Ceará.

Série C: O vexame da Lusinha

Foto: ESPN
Foto: ESPN

O Canindé viveu mais um de seus dias negros nesta manhã de domingo. A Portuguesa recebeu o Botafogo-SP e levou uma sapatada para não esquecer tão cedo. Depois de uma boa atuação contra o Ypiranga, a Lusa perdeu o rumo e levou 5-0 do Botinha, diante de baixo público em seu estádio. Já no intervalo, os visitantes venciam por 2-0 e a vantagem aumentou até o quinto nos 45 minutos finais. Uma aula de futebol dada ao frágil elenco lusitano, da pior forma possível. Para agravar o cenário, a Portuguesa caiu para oitavo, a dois pontos do G4, pelo Grupo B. Dá para recuperar, mas com este futebol, vai ser difícil. E o técnico Anderson Beraldo, ex-zagueiro com passagem pelo Corinthians, pediu demissão do cargo na Rubro-verde após a goleada sofrida.

O Guarani está fazendo o seu melhor para conseguir um acesso à Série B. Regular e somando pontinho em pontinho, o Bugre venceu o Macaé por 1-0 em casa e continua na liderança do Grupo B. O herói foi Pipico, mas não houve comemoração nas bancadas do Brinco de Ouro: o estádio estava de portões fechados por incidentes no ano passado, contra a Lusa. Pelo sim e pelo não, Pipico foi o autor do gol da famosa Lei do Ex, visto que ele defendia o Leão Alvianil dias atrás.

Pela chave A, o invicto Fortaleza é que manda. Com 10 pontos e três vitórias em quatro confrontos, o Leão cearense bateu no Cuiabá, em casa, para se isolar na ponta. Daniel Sobralense se destacou com muita raça e fez os dois gols do time da casa frente os matogrossenses. Pinta um favorito para o acesso. O Salgueiro também sorriu na jornada: ao derrubar o ex-líder América de Natal, o escrete pernambucano se meteu no G4 e promete dar trabalho para permanecer onde está e assim se classificar. Luiz Paulo, meia e estreante pelo Salgueiro, mandou prender e soltar gente em campo, tamanha influência na criação. Ajeitado, o Carcará ainda pode crescer muito ao longo desta fase.

Craque da rodada: Daniel Sobralense, o coringa do Fortaleza, que marcou duas vezes e deu mais uma vitória ao Tricolor cearense.

Buzina da rodada: Portuguesa, que apanhou feio e ainda perdeu o técnico. Quando vai acabar essa horrenda fase do pessoal do Canindé?

Placares: [Grupo A] Remo 0-0 Botafogo-PB, ABC-RN 0-0 Confiança, ASA 0-0 River, Fortaleza 2-0 Cuiabá e Salgueiro 2-0 América-RN. [Grupo B] Mogi Mirim 1-1 Tombense, Portuguesa 0-5 Botafogo, Ypiranga 3-2 Guaratinguetá, Guarani 1-0 Macaé. Boa Esporte e Juventude duelam na noite de segunda-feira.

Série D: os placares

Lance de Ceilândia 5-0 Comercial-MS. Foto: Site oficial Ceilândia
Lance de Ceilândia 5-0 Comercial-MS. Foto: Site oficial Ceilândia

Com tantos jogos e campeonatos ao mesmo tempo, daremos aqui no Brasileiraço apenas os placares da inchada primeira fase da Série D, com seus 17 grupos. Porém, se você quiser se informar melhor sobre a disputa, o pessoal do Revista Série Z tem um material muito bacana, com um belo guia de todos os clubes participantes. Recomendamos fortemente que vocês acompanhem por lá as melhores histórias.

Grupo A1: Atlético Acreano 4-2 Trem, Genus 1-0 Nacional-AM
Grupo A2: Palmas 4-2 São Francisco-PA, Princesa 0-0 Baré
Grupo A3: Náutico-RR 3-1 Rio Branco-AC, São Raimundo-PA 4-0 Rondoniense
Grupo A4: Santos-AP 0-0 Moto Clube 0-0, Águia de Marabá 1-0 Tocantinópolis
Grupo A5: Juazeirense 1-1 Icasa, Maranhão 0-3 Altos
Grupo A6: Guarani de Juazeiro 0-1 Central-PE, Parnahyba 2-1 CSA
Grupo A7: Galícia 0-2 América-PE, Souza 0-2 Globo
Grupo A8: Serra Talhada 0-1 Uniclinic, Potiguar 1-0 Itabaiana
Grupo A9: Sergipe 1-1 Fluminense-BA, Murici 1-0 Campinense
Grupo A10: Ceilândia 5-0 Comercial-MS, Araguaia 0-1 Aparecidense
Grupo A11: Anápolis 0-0 Sinop, Sete de Dourados 1-0 Luziânia
Grupo A12: Goianésia 0-4 Volta Redonda, URT 2-1 Desportiva-ES
Grupo A13: Boavista-RJ 0-0 Osasco Audax, Espírito Santo 0-1 Caldense
Grupo A14: São Bento-SP 1-0 São José-RS, Villa Nova-MG 1-1 Portuguesa-RJ
Grupo A15: Madureira 0-0 Brusque, Novo Hamburgo 0-3 J. Malucelli
Grupo A16: Inter de Lages-RS 1-2 Linense, PSTC-PR 1-2 São Paulo-RS
Grupo A17: Caxias 2-1 Metropolitano-SC, Ituano 4-0 Maringá

Os 17 primeiros colocados se unem aos 15 melhores segundos para avançar até a segunda fase, de 16 avos de final. Os últimos quatro sobreviventes ganham acesso para a Série C de 2017. É jogo pra cacete, amigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *