Descraques da Euro: Will Grigg está pegando fogo

Will Grigg

Will Grigg is on fire, your defense is terrified… É ao som desta paródia de “Freed from desire”, um clássico dance dos anos 90 que o futebol inglês ganhou mais um ídolo cult nas suas divisões inferiores. E se as defesas da League One realmente ficaram com medo, fica aí o aviso: o atacante pretende repetir o sucesso na Euro 2016.

Will Grigg tem 24 anos e tem uma história “a la Jamie Vardy”. O atacante começou sua carreira futebolística na base do Birmingham City, seu clube de coração, mas acabou sendo rejeitado pouco depois de quebrar a perna quando tinha 15 anos. Daí foi parar no Stratford Town, que joga o nono nível da pirâmide do futebol inglês, com um contrato semi-profissional. O sonho parecia ter acabado, mas não foi bem assim.

O atacante com nacionalidade norte-irlandesa ganhou destaque e acabou recebendo uma bolsa escolar do Walsall, que estava na League One em 2008. Foram três anos para que acabasse realmente entrando no time principal dos Saddlers, mas a espera foi bem recompensada. Na temporada 2012/13, Grigg virou titular e quase colocou o Walsall nos playoffs para promoção com 10 gols nos últimos 11 jogos, terminando eleito por seus companheiros como o jogador do ano.

O contrato com o Walsall terminou e Grigg resolveu se mudar para o Brentford, mas não teve muito sucesso por lá, o que gerou um empréstimo ao MK Dons, também da League One. E ele fez uma incrível temporada em 2014/15, ajudando a equipe a subir para a Championship e marcando dois gols na vitória de 4 a 0 sobre o Manchester United na Copa da Liga Inglesa.

Will Grigg Wigan

O bom desempenho em Milton Keynes fez com que o Wigan pagasse cerca de 1 milhão de libras para contar com os seus serviços. E os Latics não se arrependeram nem um pouco. O norte-irlandês virou o jogador mais querido da torcida ao ser a peça fundamental para o título, marcando 25 gols e levando o prêmio de artilheiro da League One.

A torcida do Wigan amou tanto Grigg que várias músicas foram surgindo, mas a que ficou marcada foi uma paródia de “Freed from desire”, da banda Gala, que foi um clássico da música dance nos anos 90. O canto pegou tanto que até jogadores de outros times da League One foram filmados cantando e virou tema da comemoração do título do Wigan, com os atletas entoando “Wil Grigg is on fire” junto com os torcedores.

A música acabou colocando os Latics nas notícias novamente. E o presidente da equipe resolveu aproveitar o bom momento para presentear o fã que criou a versão com carnê de ingressos para os jogos como mandante na próxima temporada da Championship.

Grigg tem apenas sete partidas com a camiseta da Irlanda do Norte e não marcou nenhum gol, mas é o atacante em melhor forma da equipe, o que fez com que Martin O’Neill nem pensasse duas vezes antes de convocá-lo. Ele será reserva de Kyle Lafferty inicialmente, mas nada impede que você ouça bastante “Will Grigg is on fire” com ele sentado no banco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *