Guia musical da Euro 2016: Áustria

16745701-VIENNA-AUSTRIA-SEPTEMBER-11-Austrian-fans-celebrate-their-team-during-the-WC-qualifier-soccer-game-o-Stock-Photo

Imagine a irmã sonsa da Cinderela, sempre em segundo plano. Essa é a Áustria no cenário do futebol e da música, quando comparada com a Alemanha. Pra piorar um pouco as coisas, se surge alguma coisa espetacular por lá, como Mozart ou Freud, todo mundo acha que é alemã. E ainda tem Adolf Hitler, que os austríacos doariam de bom grado para os alemães, mas todo mundo sabe que ele é de lá. Vida dura.

LEIA AS OUTRAS PARTES DO GUIA MUSICAL DA EURO:

Albânia

Alemanha

Breve história sobre a Áustria na Euro

FUSSBALL - AUT vs URU, Testspiel

No futebol, a Áustria nunca chegou a decolar. Na Euro então… Pffff… Só participou da edição de 2008, porque era co-anfitriã, junto com a Suíça. Mas as coisas estão mudando. Existe uma Áustria antes e depois de Marcel Koller. Há 3 anos, figurava em 70º lugar no ranking da FIFA, mas a chegada do treinador já começa a dar resultados. Classificação invicta para o torneio deste ano na França e a escalada até o 10º lugar no ranking, atrás da Inglaterra.

Qual o segredo? Investimento pesado nas categorias de base. Em 2010, a Áustria ficou em 4º lugar na Copa do Mundo Sub-20. E agora, 6 anos depois, alguns garotos daquela seleção deram um upgrade para a principal, como Martin Harnik, Zlatko Junozovic e Sebastian Prodl. Uma das características dessa nova Áustria é a força defensiva. O time de Koller só sofreu cinco gols na fase de qualificação. Só duas seleções fizeram uma campanha melhor: Inglaterra e Espanha.

Fique de olho

GettyImages-180467036.0

O craque é David Alaba, do Bayern. Com apenas 23 anos já é um veterano na seleção, que frequenta desde os tempos de Sub-17 e Sub-21. Em 2009, aos 17 anos, foi promovido à seleção principal e se tornou o jogador mais jovem a vestir a camisa da seleção austríaca. Canhoto, joga tanto como lateral esquerdo quanto como volante. E ainda faz gols! Dos 11 gols marcados desde que subiu para a seleção principal, quatro foram marcados na fase de qualificação para a Euro.

Música, maestro!

Vamos começar contando porque todo mundo acha que Beethoven é austríaco. Viena era o berço da cultura nos séculos XVIII e XIV e muitos compositores mudaram-se para lá atrás do patrocínio dos Habsburgos, verdadeiros mecenas das artes, como o bom e velho Ludwig. Mas música clássica é coisa que a Áustria produz aos montes. Quer alguns exemplos? Joseph Haydn, Wolfgang Amadeus Mozart, Johannes Brahms, Franz Schubert e os Johann Strauss pai e filho.

A Áustria tem duas instituições de prestigio mundial incontestável: a Filarmônica de Viena, uma das maiores orquestras do mundo, e a Coral dos Meninos de Viena, um dos corais infantis mais prestigiosos que recebe meninos de várias partes do globo.

Na categoria trilha sonora, temos Max Steiner, considerado o pai da música para cinema, que compôs nada menos que a trilha de “E o Vento Levou”.  Compos para mais de 300 filmes, foi indicado a 24 Oscars e venceu três.

A música tradicional do país é a tirolesa, também conhecida como Yodel. Já que estamos falando de gente cantando e correndo pelas montanhas, não podemos esquecer da família Von Trapp, que era tão famosas que virou o filme, “A Noviça Rebelde”.

O grande nome do jazz austríaco é Joe Zawinul. Nos anos 50, ele mudou-se para New York, onde conheceu a fina flor da música americana. Trabalhou com Dina Washington, Cannonball Adderley e Miles Davis. Patrizio Buanne é o Michael Bublé austríaco e como o original também canta standards de jazz.

A primeira banda austríaca a fazer sucesso foi a Opus. Formada em 1973, só em 84 conseguiram projeção internacional com a música “Live is Life”. Três anos depois, a música foi regravada pela banda de rock industrial eslovena Laibach.

Em 1985, Johann Hölzl, que ficou mundialmente conhecido como Falco, arrebatou as paradas de sucessos americanas com “Rock Me Amadeus”. Com problemas para conciliar a fama e vida pessoal, Falco envolveu-se com drogas e desapareceu. Morreu em um acidente de carro na República Dominicana, em 1998. Seu último disco foi lançado postumamente.

Garimpamos alguns exemplos do pop austríaco. The End Band bebe na fonte do country americano, enquanto Global Deejays faz experimentações com sample de músicas famosas. The Makemakes tem grandes semelhanças com The Killers.

Os austríacos, como os alemães, adoram metal. As bandas de maior destaque são Belphegor, Pungent Stench, Disharmonic Orchestra, Visions of Atlantis e Dornenreich, que canta em alemão.

O cenário da música eletrônica é bastante razoável. Parov Stelar é o DJ mais famoso do país (mas está apenas em 742º no ranking mundial), e sua música “All Night” foi usada na propagando do perfume Lady Million de Paco Rabanne. Já o DJ Ötzi, da mesma geração de David Guetta, vendeu mais de 16 milhões de CDs.

A “Dark Wave” tem bandas que conseguiram sucesso além das fronteiras, como é o caso  de  L’Âme Immortelle e  Stahlhammer. Outras bandas da mesma linha são Dargaard, Ice Ages e Die Verbannten Kinder Evas. A música gótica está representada por Lolita KompleX, Sanguis et Cinis e Whispers in the Shadow.

O punk austríaco é comportado demais. Nada de voz rouca, cabelos moicanos, guitarras distorcidas e microfonia. A grande diferença entre Kitty in a Casket, Red Lights Flash e Rentokill é que o primeiro tem uma vocalista mulher.

Assim como a seleção de futebol, a música independente está dando seus primeiros passos.  A banda vienense Killed By 9V Batteries é a pioneira. Mas outras, como Petsch Moser, estão surgindo graças ao Waves Vienna Music Festival & Conference, que acontece anualmente e promove encontros entre músicos de todo o mundo.

Edelweiss, Edelweiss!

  1. Wolfgang Amadeus MozartPiano Concerto No. 21 – Andante
  2. Joseph HaydnSymphony No. 45 in F-sharp minor
  3. Franz SchubertImpromptu in G flat major D899 No.3
  4. Johann Strauss Sr.Radetzky March
  5. Johann Strauss Jr.The Blue Danube Waltz
  6. Johannes BrahmsHungarian Dance No. 5
  7. Arnold SchoenbergKammersymphonie Op. 9
  8. The Vienna Boys ChoirChiquitita
  9. Max SteinerTara’s Theme
  10. The Von Trapp SingersThe Lion Sleeps Tonight
  11. Joe ZawinulIn A Silent Way
  12. Patrizio BuanneIl Mondo
  13. OpusLive is Life
  14. FalcoDer Kommisar
  15. The End BandAblepsia
  16. Global DeejaysWhat A Feeling
  17. The MakemakesAll You Ever Need
  18. BelphegoConjuring The Dead
  19. Pungent StenchShrunken and Mummified Bitch
  20. Visions of AtlantisNew Dawn
  21. DornenreichZu Träumen wecke sich, wer kann
  22. Parov Stelar Catgroove
  23. DJ ÖtziNoch in 100.000 Jahren
  24. L’Âme ImmortelleWie Tränen im Regen
  25. StahlhammerHerz aus Stahl
  26. DargaardDemon Eyes
  27. Ice AgesEnemy Inside
  28. Die Verbannten Kinder EvasCatharsis
  29. Lolita KompleXWelcome to the Circus
  30. Whispers In The ShadowBlood, Sweat And Tears
  31. Kitty in a CasketBride of the Monster
  32. Red Lights FlashLose This Day
  33. RentonkillPrimetime Killers
  34. Killed By 9V BatteriesWorst Of Total Anarchy
  35. Petsch MoserSchön (Lied für David Bowie)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *