O gol de Beto Alonso que virou uniforme 30 anos depois

Foto: Taringa
Foto: Taringa

Gol memorável de Beto Alonso em clássico entre River Plate e Boca Juniors é relembrado em novo uniforme dos millonarios. Alusão à bola laranja usada em jogo de 1986 trouxe novidade para as cores do clube argentino.

Como se homenageia um gol em uma camisa de futebol? Em tantas lembranças construídas e revividas no futebol por meio das fabricantes de uniforme, é difícil se deparar com uma peça inspirada exclusivamente em um lance. Mesmo os gols mais bonitos da história não foram parar em camisas oficiais de jogo. Talvez nas comemorativas, as camisetas de linhas casuais. Não um uniforme.

Esta injustiça com momentos incríveis foi corrigida. O River Plate lançou uma camisa laranja para relembrar um gol marcado pelo atacante Norberto Alonso contra o Boca Juniors, em La Bombonera. Em 6 de abril de 1986, os millonarios (consagrados campeões da Argentina em rodadas anteriores) enfrentaram o maior rival com a possibilidade de dar a volta olímpica na casa xeneize. E um pequeno detalhe ficou gravado na lembrança de quem cita aquele jogo: a bola laranja.

Chuva de papel higiênico

Foto: Taringa
Foto: Taringa

Em campo, o Boca não esteve à altura do River. Os campeões treinados por Héctor Veira entraram em campo com a mesma determinação com que venceram a Liga. No primeiro tempo, prevendo os festejos e a chuva de papel higiênico tradicional entre os torcedores argentinos, o juiz Francisco Lamolina permitiu que fosse usada uma bola diferente na partida.

Como a bola poderia se perder entre os rolos de papel atirados no gramado, o goleiro Hugo Gatti sugeriu aos representantes da Adidas que fizessem uma versão laranja dias antes do dérbi. Tudo seria festa naquele dia, pelo menos para a torcida visitante.

Esportivamente aquele jogo não valeu muita coisa. O Boca foi mal na tabela e acabou em quinto lugar. Quando a bola (laranja) rolou, o River dominou. Aos 23, um cruzamento da direita achou a cabeça de Beto Alonso, ídolo do clube. A testada firme foi parar no fundo das redes de Gatti, que não conseguiu fazer a defesa. A simbologia daquele momento entrou definitivamente para os registros do maior clássico argentino.

Alonso ainda fez outro, já no segundo tempo e com uma bola normal na cor branca. Foi em uma cobrança de falta que desviou na barreira para vencer Gatti que o placar de 2-0 foi definido. Após o apito final, o River comemorou muito o título em plena casa boquense. A volta olímpica foi tímida, mas serviu de provocação por muitos e muitos anos por parte da equipe de Núñez.

Mais tarde naquele mesmo 1986, o River foi campeão da Libertadores contra o América de Cali e também levou o Mundial Interclubes diante do Steaua Bucareste. Mas aquele gol de Alonso contra o Boca, com a inusitada bola laranja, virou um amuleto da temporada sensacional dos millonarios.

A homenagem

Foto: Netshoes
Foto: Netshoes

O laranja nunca fez parte da história de uniformes do River. Mas no dia em que se comemora o 30º aniversário daquele gol de Beto Alonso, a Adidas resolveu adotar a cor para o terceiro fardamento do clube. O desenho mantém a identidade do River com a faixa transversal, mas o estilo da camisa também remete ao desenho utilizado nos gomos da Tango, que pode ser lembrada como a segunda bola mais icônica do futebol.

Entre tantas datas marcantes e efemeridades que vemos nos noticiários, ver um gol destes ser eternizado em uma camisa é no mínimo interessante. Mas a brincadeira deve demorar a chegar ao Brasil. O que se pode encontrar até agora em lojas brasileiras é a própria bola que leva o nome e o escudo do River. A camisa ainda não apareceu e tudo indica que vá custar mais do que 200 reais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *