Sexta das Camisas: Patrocínios de bebidas alcoólicas

Foto: AP
Foto: AP

Por Caio Bitencourt, Felipe Portes e Matheus Rocha

Futebol e bebida, uma combinação ideal para torcedores em estádios, bares e sofás. Ao longo da história dos patrocínios nas camisas de clubes, vimos alguns exemplos memoráveis de bebidas alcoólicas nos uniformes. E é exatamente sobre eles que falaremos nesta semana.

Lugo 2013-14, Celu

Lugo camisa Estrella Galicia

Já que o patrocinador do querido Lugo era a cerveja galega Estrella Galicia, por que não simular um copo cheio da bebida no desenho da camisa? O pior é que a ideia ficou boa. Só dá vontade de tomar cerveja, mas fora isso, tudo bem. Nota 7/10

St. Pauli 1999, Puma

????????????????????????????????????

E aí, jovem, vai uma dose de Jack Daniels aí? O St. Pauli usou uma camisa belíssima da Puma em 1998-99 com o patrocínio do whiskey americano. Coloque umas pedras de gelo no copo e simbora. Só tomando cuidado para não passar da conta e ficar de ressaca. Nota 10/10

Celtic 2014-15, Nike

Celtic Magners away 2013-14

A última camisa reserva do Celtic feita pela Nike antes da parceria com a New Balance. E ficou uma beleza com esse verde escuro e faixas aleatórias no desenho. O patrocínio é da Magners, famosa fabricante de cidras irlandesas. Bela peça, mas cidras são geralmente uma porcaria. Evite. Nota 9/10

Eintracht Braunschweig 1980, Adidas

Braunschweig Jagermeister

A marca alemã Jägermeister foi a precursora dos patrocínios esportivos em camisas de futebol na Alemanha. Em 1973, a empresa resolveu investir no Eintracht Braunschweig e se tornou a primeira patrocinadora a estampar o seu logotipo em um uniforme da Bundesliga. Você deve lembrar que Paul Breitner passou por lá em 1977, mas a camisa que escolhemos é a de 1980, também feita pela Adidas, com o icônico modelo que usava listras finas em azul. Uma lindeza. E ah, o Jägermeister pode causar grandes estragos em um ser humano. Beba com cautela. Nota 10/10

Hibernian 2013-14, Nike

Hibernian Crabbie's

Alô, Alex Rolim, famoso @alesqui! Olha seu Hibernian aí! Escolhemos esta camisa dos Hibs pois além da combinação legal de cores, o patrocinador é uma marca de ginger beer, um conceito que faz sucesso no Reino Unido. A Crabbie’s tem toda uma linha de cervejas aromatizadas e misturas alcoólicas com frutas. Não sabemos dizer se são boas, mas fica aí o registro. Nota 8/10

Everton 2014-15, Umbro

Everton Chang Beer

O Everton há alguns anos é patrocinado pela marca tailandesa Chang, que faz cervejas populares em versão lager. Dizem que a Chang não é lá muito boa, mas os torcedores dos Toffees quase sempre ganham promoções ou presentes da patrocinadora. Bem, cerveja de graça já é alguma coisa. Nota 9/10

Blackburn 1994-95, Asics

Blackburn 1995 camisa

Olha aí a camisa do último pequeno a ser campeão inglês! O Blackburn de Alan Shearer, Chris Sutton e do técnico Kenny Dalglish conquistou o Inglês em 1994-95 com essa camisa da Asics, patrocinada pela cerveja escocesa Mc Ewan’s. A cervejaria de Edimburgo ainda patrocinou o Rangers na passagem de Paul Gascoigne por lá, mas preferimos citar o Blackburn pelo tamanho do feito. Nota 6,5/10

Newcastle 1994-96, Adidas

Newcastle 1996 brown ale

O Newcastle do fim dos anos 1990 era bem interessante. Craques como Asprilla, Ginola, Shearer, Solano, entre outros, passaram pelo St. James’s Park. E grande parte desse sucesso aconteceu com o patrocínio da Newcastle Brown Ale, que diga-se de passagem, é uma baita cerveja da categoria Brown Ale. Se eu fosse vocês, experimentava. Nota (da camisa) 6/10

Liverpool 1996-98, Reebok

Liverpool carlsberg camisa

A camisa vestida por Steven Gerrard e Michael Owen no Liverpool traz certa nostalgia. Pelos títulos que vieram depois e pelo patrocínio da boa cerveja lager dinamarquesa Carlsberg. Desenho simples e clássico da Reebok. Nota: 9/10

Desportiva de Vitória do Santo Antão, CC’S

Camisa Vitória do Santo Antão

A CC’S presenteou vários clubes brasileiros com camisas horrivelmente bizarras nos anos 1990. Mas esta camisa, em especial, merece menção. Note que o patrocínio é de um haras chamado Pitú. A marca na verdade é da cachaça Pitú, do mesmo dono do citado Haras Pitú. Como é proibido estampar logos de bebidas alcoólicas aqui no Brasil, o malandrinho deu um jeito de burlar a regra e colocou o haras como benfeitor do clube pernambucano da Desportiva de Vitória de Santo Antão. A marca, no entanto, é a mesma. Hoje a Pitú (Haras, vamos com calma) ainda patrocina o Vera Cruz, também de Pernambuco e da mesma cidade de Vitória de Santo Antão. Eta marvada! Nota 3/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *