Acerbi, um sobrevivente que é titular da zaga do Sassuolo

Foto: Gazzetta Dello Sport
Foto: Gazzetta Dello Sport

Na zaga titular do Sassuolo joga um rapaz de cabelo curto, alto, com um rosto tipicamente italiano e um bigode malfeito. Ele se chama Francesco Acerbi e há algum tempo foi contratado pelo Milan, mas não vingou. no alto de seu 1.92m, o defensor é uma referência de solidez, mas não só esportivamente falando. Ninguém sabe o que ele passou para estar ali toda rodada em campo.

Para quem olha de fora, sem contexto, Acerbi é um zagueiro de bom nível, mas normal para um país que tanto revelou beques e líberos fantásticos no passado. Tecnicamente ele fica devendo a Cannavaro, Baresi, Bergomi, Maldini, entre outros dinossauros da posição. Mas é certeza que nenhum destes monstros passou pelo mesmo drama que Francesco se viu envolvido nos últimos anos.

Acerbi se tornou profissional em 2005 e passou por equipes pequenas da Itália até chegar ao Chievo, em 2011. Se destacou na primeira metade da temporada de 2012-13, o que causou a sua transferência para o Milan. Se era um sonho ou não atuar com a camisa rossonera, não sabemos. O que se pode ter certeza era que a chance foi na verdade o início de um pesadelo que ele só saiu com muito esforço e perseverança.

Homem x tumor

Foto: Zimbio
Foto: Zimbio

Vestiu no Milan o número 13 que foi de Alessandro Nesta, um lorde no setor defensivo. Acerbi não foi bem e passou pelo Chievo outra vez antes de ser cedido ao Sassuolo, em 2013. Foi comprado por 1.8 milhão de euros, equivalentes a metade dos seus direitos federativos. Na Itália, é comum que dois clubes tenham direito ao mesmo jogador e neste caso o Genoa tem a outra metade do zagueiro.

Antes que a temporada 2013-14 começasse, Francesco teve um contratempo. Descobriu que tinha um tumor nos testículos e precisaria operar para ficar fora de perigo. Se recuperou bem, mas perdeu o início da temporada e atuou até dezembro de 2013, quando foi pego no anti-doping. Acerbi escapou de punições porque conseguiu provar que as medicações que ele havia utilizado serviam para o tratamento pós-operatório.

O problema é que assim que a contraprova foi realizada para constatar a inocência de Acerbi, os médicos detectaram que ele estava com outro tumor maligno e que estava com câncer nos testículos. Além de uma nova cirurgia, ele precisou ser submetido a sessões de quimioterapia por alguns meses. Em março de 2014, recuperado, se disse pronto e fora de risco. Detalhe: mesmo doente, continuou treinando normalmente com o grupo do Sassuolo.

LEIA TAMBÉM: Jonas Gutiérrez e mais uma célebre vitória contra o câncer

O retorno

Acerbi Sassuolo 2

Dois anos se passaram desde o seu retorno oficial e da vitória contra o câncer. Acerbi está com 28 anos e segue saudável como o instrutor do promissor Luca Antei na zaga do Sassuolo. O pequeno clube que busca um lugar ao sol na Itália pode contar com ele para os próximos anos.

Nesta temporada, Acerbi atuou em 22 partidas e marcou três gols. É o seu melhor desempenho desde os tempos do Chievo, quando apareceu para o estrelato antes de ser chamado para defender o Milan. Fato é que na hora que mais precisou, Francesco foi amparado pelo Sassuolo e isso é um indicador do quanto o time merece ser respeitado. Não só pelo que vem fazendo em campo, mas também fora dele.

Não importa o que aconteça até o fim da carreira de Acerbi. Ele já é um vencedor, um sobrevivente, um lutador pelo que se sujeitou a passar e mesmo assim continuou no esporte. Encontra-se na bola a motivação para superar qualquer grande pedra que fique no caminho.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Em tempos difíceis para se ter um verdadeiro bom exemplo, Acerbi é a motivação para qualquer pessoa que não se sinta capaz de vencer um duro adversário como o câncer. O italiano fez isso duas vezes e está firme e forte depois da batalha. Em maio de 2015, ele lançou um livro chamado “Tutto Bene”, que dispensa traduções. Francesco fala sobre os seus momentos mais complicados e como superou cada um deles. Não há scudetto ou convocação para uma Copa do Mundo que supere o tamanho dos seus triunfos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *