Sexta das Camisas: Referências à natureza

CJ Sapong cobra

Por Felipe Portes e Matheus Rocha

Ah, a natureza. Belas flores, árvores, animais selvagens, mares, rios e todas as suas sutilezas. Pensar em um modelo de camisa é uma tarefa tão interessante e com tantas referências possíveis, que a vida natural não poderia ficar de fora dessa. Por isso mesmo selecionamos dez camisas com esta temática para a Sexta das Camisas desta semana.

Flamengo 2014, Adidas

Flamengueira

Quase uma poesia para fazer esta alusão à Flamengueira, uma planta rubro-negra. A Adidas pesou a mão no desenho utilizado e fez uma peça interessante, que lembra muito uma versão flamenguista do detetive Ace Ventura, interpretado por Jim Carrey nos cinemas. Nota 7/10

Corinthians 2015, Nike

Corinthians laranja

Essa camisa do Corinthians poderia entrar para uma temática mais apropriada como “melhores desculpas para usar cores não-tradicionais em uniformes”. Lançada em 2015, ano do título brasileiro do Timão, esta peça faz menção ao Terrão, que forma e ainda formará várias promessas corintianas. Quer dizer, pelo menos é isso que a Nike quer que a gente pense. Nota 8/10

Hull City 1992-93, Matchwinner

AppleMark

O Hull City sempre teve o Tigre como seu mascote, mas em 1992, a fabricante Matchwinner foi longe demais na brincadeira, usando da camisa titular do time para uma estampa bizarra e tigrada. Olhe pelo lado bom, dá para usar ela no carnaval sem ser ridicularizado. Nota 2/10

Avaí 2014, Fila

Avaí camisa 2014

Todo mundo sabe que o mascote do Avaí é o Leão. Em 2014, para comemorar os 91 anos da equipe catarinense, a Fila fez um terceiro uniforme especial em celeste, repleto de leõezinhos bonitinhos e o primeiro escudo da história do Avaí. Interessante. Nota 7/10

Vancouver Whitecaps 2015-16, Adidas

Vale a pena colocar as duas camisas do Vancouver Whitecaps de 2015-16 na lista. A Adidas caprichou demais na titular e na reserva, com referências geográficas da cidade canadense. A primeira, branca, tem um degradê que lembra montanhas e planícies nevadas. Já a reserva, traz as mesmas referências de uma forma mais clara e objetiva, também usando um degradê. Dá pra colecionar sem medo de ser feliz. Nota 10/10 para ambas.

Philadelphia Union 2015-16, Adidas

Philadelphia Union adidas

Olha a cobra! É verdade! O Philadelphia Union, também da MLS, inova ao representar a sua serpente do escudo na camisa titular. A Adidas não só colocou a cobrinha ali perto da cintura como usou da faixa central dourada do Union para aplicar uma textura de pele de serpente. Na apresentação oficial, os jogadores ficaram com o bicho ali, fazendo pose para as fotos. Eu, hein? Nota 8/10

The Strongest ?, Walon

The Strongest Tigre

Não é a primeira e nem vai ser a última camisa com referências animais, mas essa camisa do boliviano The Strongest traz um tigrão no meio da barriga. A peça foi produzida pela Walon e certamente intimida os adversários dos aurinegros. Nota 6/10

Seoul E-Land 2015, fabricação própria

Seoul E-Land

O Seoul E-Land está querendo chamar a atenção na segunda divisão coreana. E qual é a melhor forma de fazer isso sem contratar jogadores de peso? Isso mesmo, fazendo uma porcaria de uniforme. Pega esse desenho de leopardo que foi utilizado nos fardamentos principais, incluindo o do goleiro. Que coisa pitoresca. Nota 3/10

Santos 2013, Nike

Santos marinho 2013

Sabe quando você tem uma grande ideia, mas a execução não sai como esperado? Esta beleza de terceira camisa do Santos tinha tudo para dar certo, mas a Nike errou em um dos processos ali. A ideia era colocar a orla da cidade santista representada no meio da camisa, mas do que podemos ver aí, o mais próximo que conseguimos imaginar é um zíper. Parabéns aos envolvidos. Nota 6/10, seria 9 se não tivesse o ‘cartão postal’ de Santos.

Figueirense 2015, goleiros, Lupo

Figueirense Furacã

O Figueirense está mesmo determinado a ser chamado de Furacão, assim como o Atlético Paranaense. Para isso, usou na linha 2015 um furacãozinho simpático nas linhas de treino e de goleiro. Discreto, bonito, e tal, uma ventania bonitinha. Não é uma gracinha? Nota 4/10

1 pensamento em “Sexta das Camisas: Referências à natureza”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *