39 coisas que você não sabe sobre Francesco Totti

Il Capitano faz anos e o azar é só dele, cada ano que passa ele fica mais lenda. Francesco Totti completa 39 primaveras neste domingo, com números impressionantes que mostram porque é um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos. Resolvemos fazer uma homenagem ao camisa 10 e capitão romanista, que tem histórias incríveis que você certamente não conhece. Auguri, Totti!

F.Totti

1- Na família Totti o craque era Riccardo, filho mais velho, que jogava como meia. O pai, Enzo, nunca deu muita atenção para o pequeno Francesco, 6 anos mais novo que o irmão. Riccardo chegou a jogar nas categorias de base da Roma, mas foi eclipsado pelo caçula.

2- Na Itália, na noite de 5 para 6 de janeiro, há uma tradição especial. Uma velha senhora chamada Befana (uma versão adaptada do Papai Noel) passa em todas as casas e deixa doces e presentes para as crianças que se comportaram bem ou pedaços de carvão para as que se comportaram mal. Aos 3 anos, Francesquinho ganhou seu primeiro presente da Befana: uma bola de futebol. Passou a dormir com ela todas as noites.

3- Aos 7 anos começa a jogar no Fortitudo Luditor. Dois anos depois se transfere ao Smit Trastevere. No dia 24 de outubro de 1985 recebe sua primeira carteirinha como federado. O número é 097264. 0 + 9 + 7 + 2 + 6 + 4 = 28. 2 + 8 = 10. Coincidência?

francesco-totti

4- Em 1986 transferiu-se para o Lodigiani, time histórico do bairro de San Basilico. Ermenegildo Giannini, pai do grande Giuseppe Giannini e responsável pelo setor juvenil da Roma, já tinha ouvido falar do menino loiro, magrinho e muito habilidoso. No fim da partida aproximou-se de Totti e disse: “Você me lembra o meu filho, será um campeão como ele”. Totti acabou superando o seu antecessor.

5- Aos 13 anos recebeu uma oferta da Lazio. Recusou. Poucos meses depois recebeu uma proposta do Milan. Recusou. Preferia ficar em casa na frente do videogame a jogar em outro clube que não fosse a Roma.

Totti 2

6- A primeira ida ao estádio com o pai foi num derby jogado no mítico e acanhado Flaminio, já que o Olímpico estava em obras para a Copa do Mundo. Era 18 março de 1990. A Roma venceu por 1-0, gol de Rudi Völler.

7- Totti foi gandula no Estádio Olímpico. Protagonizou um episódio inusitado na partida da finada Copa Intertoto entre Roma e Brondby, disputada no dia 24 de abril de 1991: aos 44 minutos do primeiro tempo, o time da casa estava vencendo por 1 a 0. O chute de Sebastiano Nela terminou em tiro de meta para os dinamarqueses. O gandula Totti, então com 15 anos, se recusou a devolver a bola para o goleiro Peter Schmeichel porque a Roma estava em vantagem no placar. A TV só registrou alguns segundos da fúria do goleirão.

8- Considera Gianluigi Buffon um dos poucos amigos verdadeiros que fez no futebol. Os dois se conheceram e dividiram o quarto nos tempos de sub-15. Outros companheiros com quem mantém contato frequente são Alessandro Nesta, Vincent Candela, Cristian Panucci, Vincenzo Montella, Gennaro Gattuso e Eusebio Di Francesco. A rivalidade com Alessandro Del Piero ficou dentro de campo. Os dois trocam mensagens regularmente.

9- O apelido ‘Er Pupone’ (numa tradução livre significa Bebezão) vem dos tempos do juvenil, quando Totti era muito menor que os companheiros de equipe. A comemoração chupando o dedo surgiu um pouco depois que o filho Cristian nasceu.

10- Em 1992, aos 15 anos, começa a namorar Marzia Silvestri, irmã de Cristiano, seu companheiro dos tempos do Lodigiani. A jogadora de vôlei é o primeiro amor de Francesco. Em uma entrevista ao Corriere della Sera de 1996, ele declara “Eu e Marzia nos casaremos em 98, no fim do meu contrato com a Roma. Estamos juntos há 4 anos e o casamento será uma oportunidade para sair de casa. No momento, não quero deixar minha família. Os meus amigos trocam de namorada porque tem mais chance de conhecer gente nova. Para mim é diferente, e depois estou apaixonado, por que devo mudar? Com ela quero construir uma família”. O relacionamento terminou em junho do ano seguinte.

11- Até encontrar a mulher de sua vida, Francesco foi visto com várias modelos. As mais conhecidas conquistas foram Rossella Brescia, Flavia Vento, Samantha De Grenet e Maria Mazza. Todas saíram bastante à vontade nas páginas das revistas masculinas. Em 2002, o romântico capitão encantou-se com Ilary Blasi, que trabalhava como moça que vira as letrinhas no ‘Soletrando’ italiano. Ilary não estava dando muita bola pra Totti e ele encontrou um jeito de chamar a atenção da moça. Marcou um gol no derby e mostrou a camiseta “6 única!” (Você é única). Um ippon muito bem aplicado, com um único detalhe: toda a família de Blasi torce pela Lazio.

12- Promovido à categoria profissional aos 16 anos, Francesco só pode concluir os estudos aos 19 anos. Por conta dos compromissos da Roma, frequentava a escola apenas 3 vezes por semana. Mais do que o meu amigo Felipe Portes.

13- Como Totti e os companheiros comemoraram o scudetto de 2001? Depois da baderna no vestiário, Totti foi com parentes, amigos íntimos e o companheiro de time Rinaldi para um restaurante em Porta Metronia, bairro onde nasceu. Um convidado especial foi Galopeira, torcedor histórico da Curva Sud. O jantar se transformou em karaokê, com Totti cantando e dançando em cima da mesa. A festa seguiu para outros lugares da cidade e só acabou de manhã. Os brasileiros Cafu, Aldair, Assunção e Zago escolheram um restaurante no bairro de Eur e dançaram ao ritmo do samba. Os argentinos fizeram um churrasco na casa de Batistuta. Os churrasqueiros oficiais foram Samuel e Abel Balbo. Os companheiros Guigou, Zebina, Delvecchio e Emerson terminaram a noite por lá. Vincenzo Montella preferiu comemorar em casa com a família e o amigo Vincent Candela. O japonês Nakata passou a noite na frente do computador respondendo as mensagens dos fãs.

14- Em 2001, no rione Monti, a primeira e mais importante zona do centro histórico de Roma, um mural de Totti foi pintado para comemorar a conquista do scudetto. Em novembro de 2011 foi pichado por torcedores da Lazio. Em uma controversa e criticada decisão do presidente da subprefeitura da região, o grafite foi considerado patrimônio turístico e cultural da cidade e restaurado no tempo recorde de 20 dias. Em 2014, como parte do projeto “Mitologia Contemporânea“, outro mural foi pintado na fachada da escola Pascoli, entre via Sibari e via Apulia, a dois passos da via Vetulonia, onde Totti nasceu e cresceu. No mesmo ano, o  artista suiço David Diehl fez uma série chamada “Football Icon” e escolheu 16 ídolos que foram retratados como santos para representar a fé futebolística. A pintura de São Totti foi feita em óleo sobre madeira, com detalhes em folha de ouro e com a auréola em ouro 24 quilates.

Totti

15 – A primeira tatuagem de Francesco é resultado de uma aposta com o amigo Claudio Amendola. Quando a Roma ganhasse o scudetto, os dois tatuariam um gladiador no braço direito. No dia seguinte à vitória, os dois foram ao estúdio de Gabriele Donnini, o tatuador mais famoso da cidade. Totti tem mais duas tatuagens, ambas dedicadas à mulher Ilary Blasi. A primeira é o segundo nome dela, Stefany, tatuado no antebraço esquerdo. E no antebraço direito as letras “IF“, de Ilary e Francesco. Ela tem a mesma tatuagem ao contrário, “FI”, como se fosse vista do espelho.

totti_tattoo

16- Em 2002, uma pesquisa feita com mulheres entre 18 e 50 anos revelou os pensamentos femininos mais secretos sobre os jogadores da seleção italiana. Os resultados foram surpreendentes. Para 15% das entrevistadas, o ex-goleiro Francesco Toldo não inspirava nenhum pensamento pecaminoso e era visto apenas como um amigo. A maioria considerou impossível resistir a Totti, o sex symbol da seleção. Grande parte das pesquisadas elegeu Angelo Di Livio como o campeão da “beleza interior”. Os maridos ideais: Gianluca Zambrotta e Paolo Maldini, que agradaram até as sogras. Os menos interessantes foram Filippo Inzaghi e Cristian Panucci, que para 29% e 25% não serviam nem para casar. Christian Vieri foi eleito o amante ideal. A parte do corpo mais apreciada do capitão da Roma? O traseiro. Não há registro de gols de bunda marcados por Totti.

17- As piadas sobre a sua burrice sempre incomodaram Francesco. De uma ideia do jornalista Maurizio Costanzo nasceu o livro de piadas sobre ele. Em 2003, lança o primeiro, “Tutte le barzellette su Totti (raccolte da me)”, que vende milhões de cópias. Hoje, já tem cinco livros publicados, com toda renda revertida para a UNICEF, de quem é embaixador. De burro a autor bestseller, mais um golaço de Totti.

18 – Desde 29 de maio de 2003 é proprietário da A.S.D Totti Soccer School, presidida pelo irmão Riccardo, que possui 500 associados e 70 funcionários entre técnicos, instrutores e monitores. A escolinha de futebol tem turmas para deficientes e imigrantes refugiados. Desde o 5 anos, o filho Cristian treina lá semanalmente.

19 – Totti vestindo uma saia de tutu e arriscando alguns passinhos de dança ao som de Lago do Cisne. É possível? Sim! “Un sorriso anche per te” é uma das muitas iniciativas beneficentes de Francesco. No dia da Befana de 2003, Totti, Christian Panucci e Fabio Capello vestiram suas saias de bailarinas e arrasaram na dança. Para terminar, o trio atacou com um divertido can-can, no melhor estilo Moulin Rouge. Tudo para arrancar um sorriso da plateia infantil presente no circo Medrano.

befana_circo

20 – Totti e Ilary venderam os direitos de transmissão do casamento a Sky, por 30 mil euros. O dinheiro foi doado para a prefeitura de Roma para compra de uma ambulância veterinária. No dia 19 de junho de 2005, 1,3 milhão de espectadores assistiram ao “sim” ao vivo. 

21 – Era um dia de festa para a Roma, que comemorava o recorde de 10 vitórias consecutivas no campeonato, até o 7º minuto da partida contra o Empoli, naquele 19 de fevereiro de 2006, pouco depois das 15h. Um contato entre Totti e Richard Vanigli causou fratura do perônio e ruptura dos ligamentos do tornozelo esquerdo do romanista. O jogador foi transportado para Villa Stuart, quarto 38, segundo andar. Às 16h30, Ilary chega com Cristian. Francesco Totti não chorou quando fraturou a perna. Não chorou quando pensou que seu sonho de jogar a Copa do Mundo da Alemanha tinha acabado. Não chorou com as notícias pouco animadoras dos médicos antes da cirurgia que diziam que a recuperação levaria seis meses ou mais. O único momento em que Totti chorou, naquele dia, foi quando pegou o filho de três meses nos braços. Marcello Lippi ligou para o jogador e disse :“Nos vemos na Alemanha”. Totti entrou na sala de cirurgia, aos cuidados do competentíssimo Pier Paolo Mariani, depois de 5 horas de espera pela placa onde seriam inseridos os 8 pinos de titânio. Assim que acordou da anestesia, Francesco pediu um pote de Nutella para adoçar um pouco a vida.

22- No dia 20 de março, sob aplausos da equipe técnica e dos companheiros, Totti voltou ao campo, no centro de treinamento de Trigoria. A recuperação milagrosa se deve tanto à força de vontade do jogador, que só pensava no mundial da Alemanha, quanto ao trabalho incansável do preparador físico Vito Scala e do fisioterapeuta Silio Musa. Francesco brincou com a bola por 10 minutos e depois seguiu para a academia, para continuar o programa de recuperação que consistia em 6 horas diárias de exercícios.

23- Semifinal da Copa da Itália entre Roma e Palermo, 12 abril 2006. O estádio Olímpico está cheio. De repente, no meio da Curva Sud, surge Francesco Totti vestindo uma jaqueta branca. A imagem no telão leva a torcida ao delírio. Um megafone é entregue para um embaraçado Totti que diz algumas palavras: “Estão me ouvindo? Gosto de vocês. Roma, te amo!”. A partida começou e os 12 mil torcedores da Curva Sud não perceberam o que está acontecendo no gramado porque estavam hipnotizados olhando o capitão que assistia ao jogo junto aos Ultras Romani. Totti cantou, participou da coreografia e se sentiu um torcedor comum. Por um dia, Totti voltou a ser só Francesco.

FRANCESCO TOTTI

23 – Em 15 de maio de 2006, numa visita ao presídio Regina Coeli, reencontrou um ex-companheiro dos tempos do juvenil da Roma. Francesco Totti e Alessandro Massimiliani venceram o título nacional juvenil na temporada 1989-90. Os dois pareciam destinados a jogar juntos e sonhavam com a seleção. Uma lesão no joelho seguida de uma grave fratura marcaram o fim da carreira de Alessandro. A desilusão com o fim da carreira, somada às más companhias,  fez com que o ex-jogador passasse de jovem promessa a detento aguardando julgamento por assalto. Ao ver Totti, se aproximou e disse: “Francesco, lembra-se de mim? Nós jogamos juntos”. Um abraço, os olhos cheios de lágrimas e uma surpresa. Na saída do presídio, Totti levava uma camisa autografada por Alessandro.

24 – De 19 de fevereiro de 2006 a 17 de fevereiro de 2007: Empoli, contusão, cirurgia, recuperação em tempo recorde, volta aos gramados, convocação, gol de pênalti contra a Austrália, título da Copa do mundo, 3.211 minutos jogados, 19 gols marcados, oitavas de final em Champions League, Empoli. Totti fechou um círculo completo em 363 dias.

25 – No dia 11 de novembro de 2007, um grupo de amigos viajava para Milão para assistir a partida entre Lazio e Inter. Uma rápida parada no posto de gasolina, proximo a Arezzo, antes de mais algumas horas de estrada. No mesmo momento, alguns torcedores da Juventus, que viajavam para acompanhar o jogo contra o Parma, entraram na loja de conveniência e começaram uma briga com torcedores da Lazio. O policial rodoviário Luigi Spaccarotella recebeu um chamado e chegou ao local achando que se tratava de um assalto. Os amigos saíram do posto sem notar a confusão entre os outros torcedores. O policial, ao ver o carro deixando a área, ligou a sirene e saiu em perseguição. Gabriele Sandri estava sentado no banco traseiro e foi atingido no pescoço pelo disparo feito por Spaccarotella. Morreu na hora. A morte do torcedor causou comoção em toda Itália. No dia do funeral, em um dos primeiros bancos da igreja San Pio X, estava Francesco Totti. O capitão da Roma chegou ao local evitando as câmeras de televisão. Totti se aproximou dos pais de Gabbo, disse algumas palavras e se despediu com um longo e comovido abraço.

26- No derby do dia 20 de março de 2008, numa iniciativa sem precedentes, Roma e Lazio se uniram, pela primeira vez na história, para prestar homenagens a Gabriele Sandri. Os capitães das duas equipes, Tommaso Rocchi e Francesco Totti, depositam flores sob a Curva Nord, que exibia uma enorme bandeira com o rosto do torcedor morto. A Curva Sud recebeu Giorgio Sandri, pai de Gabriele, que entre os ultras giallorossi ostentava um cachecol com as cores da Lazio. O senhor Sandri assistiu todo o primeiro tempo no meio da torcida romanista.

giorgio-sandri1

27 – O cantor favorito de Totti é o interista Luciano Ligabue. Em 2014, o jogador marcou presença no show da tour Mondovisione no Olímpico. Antes, Francesco já tinha aparecido com uma camiseta com a frase “il meglio deve ancora venire“, título de uma música famosa de Ligabue. De fã a muso: Totti é o ídolo da banda romana Giuda. A música “Number 10” é dedicada a ele. Em entrevista ao jornal La Repubblica, a banda confessou a vontade de conhecer o capitão da Roma: “Não sabemos se o capitão escutou a nossa música. De qualquer maneira, seria um prazer conhecê-lo e tirar uma foto com ele”. O desejo foi realizado e registrado no documentário “Nel Pallone”, quando os integrantes foram levados ao centro esportivo da Roma, em Trigoria, e apresentados ao craque. 

Liga (2)

28 – A paixão de Totti por doces é famosa. De Nutella a sorvete de chocolate, se tiver açúcar, ele manda pra dentro. No quesito salgado, o prato favorito é a pizza ao estilo romano, scrocchiarella, mais especificamente de uma pizzaria escondidinha em Ostia Antica. O sabor não importa, ele gosta tanto da pizza rossa (que leva tomate) quanto da bianca com mortadella.

29 – Quem quiser encontrar Totti & família nas férias, deve ir até Sabaudia. É comum encontrar o número 10 jogando futevôlei, nadando ou simplesmente pegando uma corzinha na badalada praia. Localizada na província de Latina, a 100 km de Roma, a cidade foi construída por Mussolini, drenando e aterrando áreas pantanosas. Os responsáveis pelo projeto foram os arquitetos ganhadores do concurso promovido por Il Duce, Gino Cancellotti, Eugenio Montuori, Luigi Piccinato e Alfredo Scalpelli.

30 – Totti tem um amor especial por cachorros da raça labrador. Ariel e Flipper foram presente do dono da marca esportiva Diadora quando Cristian nasceu, em novembro de 2005. Como já tinha 6 cachorros, Francesco decidiu doar os dois para a escola de salvamento, que desenvolve o projeto “Mare Sicuro” e treina animais para socorrer pessoas em dificuldade no mar. Sua cadela Ariel salvou duas pessoas, uma  mulher de 60 anos e uma menina de 8 anos, na praia de Sant’Agostino. Agora, por insistência dos filhos, a família tem um novo membro: o labrador preto chamado Diego.

31- Este é o dream team de Francesco Totti: Buffon, Maicon, Candela, Samuel, De Rossi, Xavi, Iniesta, Totti, Cristiano Ronaldo, Messi e Ibrahimovic. Curiosamente, o jogador não escolheu um técnico para fechar a lista.

32 – As mandingas de Totti: antes de entrar em campo faz o sinal da cruz. Na semana que antecede o derby é sempre o primeiro a chegar aos treinos e corta o cabelo com um amigo barbeiro. Uma curiosidade: “tocar as partes íntimas” é um gesto bastante comum na Itália (como bater na madeira), para afastar o perigo e o mal. Em setembro de 2014, durante a coletiva antes da partida contra o CSKA, pela Champions League, quando o repórter deseja boa sorte, o supersticioso Totti discretamente dá aquela “pegadinha” debaixo da mesa. Just in case.

33- Totti e Ilary dublaram o episódio de The Simpsons “Marge and Homer Turn a Couple Play” (22º da 17ª temporada), que foi ao ar na Itália em novembro de 2006.

34 – O documentário “Zero a Zero”, do diretor Paolo Gerimei, conta as histórias de Daniele Rossi (não confundir com De Rossi), Marco Caterini e Andrea Giulii Capponi que começaram com Totti nas categorias de base da Roma e chegam às seleções juvenis ganhando copas e campeonatos europeus. Marco, goleiro titular da seleção Sub-15, que deixou na reserva um tal Gigi Buffon, hoje é topógrafo. Daniele, eleito aos 16 anos o melhor jogador do torneio juvenil de Paris, é garçom numa pizzaria de Testaccio. E Andrea, conhecido como “A lenda” e goleiro favorito de Carlo Mazzone, trabalha em um supermercado no Vaticano. Um filme sobre destino, sorte e esperanças perdidas.

35 – O nome de Totti esteve envolvido recentemente no escândalo Máfia Capital. Riccardo, irmão do jogador, é sócio de Luca Odevaine na imobiliária Reluca que, entre dezembro de 2010 e julho de 2011, comprou diversos imóveis na capital por valores muito inferiores aos de mercado. A investigação provou o envolvimento de elementos mafiosos em várias autarquias e órgãos municipais. Todo o esquema começava com Luca, preso no começo do ano, que intermediava as transações. O escândalo atingiu a prefeitura de Roma e culminou com a demissão do vice-prefeito.

36- Os carrinhos de Totti: nos tempos de solteiro, o carro favorito era um chamativo Mazda RX-8 amarelo. No Natal de 2013 ganhou de presente da Volkswagen um Golf R2000. Em 2013, colocou a venda sua Ferrari 456 M GTA, azul metálico. As outras duas, uma Ferrari 599 vermelha metálica e uma Ferrari 612 Scaglietti, continuam na garagem. O carro da família é uma perua Mercedes Benz preta. Para se locomover pela cidade, Francesco usa um Smart cinza.

37- Em junho de 2009, adotou 11 crianças de Nairóbi, no Quênia, pelo projeto “Il Calcio adotta i bambini abbandonati”, nascido da colaboração entre a Associazione Amici dei Bambini e l’AIC (Associação de Jogadores Italianos). Os meninos, nascidos entre 1997 e 2002, são filiados à escola de futebol de Totti.

38- Totti adora pôquer e participa de torneios com renda revertida às causas sociais, como o terremoto em Áquila.

39- Para comemorar o 39º aniversário do Capitano, a revista Topolino lançou uma edição especial. Papertotti, personagem inspirado no jogador, foi criado por Riccardo Secchi e desenhado por Turconi. A estreia foi no dia 16 de janeiro de 2008, no número 2721, “Papertotti e il segreto del cucchiaio”. A história conta como surgiu a “cavadinha” (em italiano é cucchiaio, que significa colher).  Tio Patinhas e Patacôncio disputam o passe do craque, mas ele recusa as ofertas tentadoras e prefere continuar jogando com seus amigos Pato Donald, Margarida, Professor Pardal, Peninha e Gansolino. Infelizmente, para participar do torneio de futebol eles precisam de 500 dólares. Papertotti e seus amigos fazem vários trabalhos para alcançar a soma necessária, mas como não conseguem, pedem ajuda a Tio Patinhas que, em troca, faz o jogador assinar um contrato de exclusividade. Como vingança, Patacôncio monta um time com os Irmãos Metralhas e Gastão. A partida segue empatada em 0-0 até o 90º minuto, quando Papertotti sofre falta dentro da área. Ele não é muito bom nas cobranças de pênalti, mas os amigos pedem para ele bater. Aí surge a inspiração: fazer o mesmo que Gansolino faz quando cavoca o sorvete com a colher. A bola faz um arco e ele marca o gol da vitória.

As outras edições são “Topolino e la Maxi Mini-Coppa”, 2 junho 2009, e “Paperino e Topolino in: la finale, finalmente!”, 25 janeiro 2011.  O número comemorativo é uma coletânea dos melhores momentos da carreira, incluindo o famoso selfie no último derby.

topolino totti

4 pensamentos em “39 coisas que você não sabe sobre Francesco Totti”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *