Como David Beckham foi parar no modesto Preston North End

David Beckham jogou aqui por empréstimo e eu tenho o contrato dele na minha parede do escritório. Me mandaram jogar fora, mas eu fui sensível o bastante para guardar de recordação. (Paul Bradley, diretor de arena do Preston North End, sobre a rápida passagem do meia pelo clube, em 1995)

Antes de aparecer para o futebol mundial como um dos meias mais versáteis e um dos melhores cobradores de falta do planeta, David Beckham emprestou seu talento para o Preston North End, em 1995, quando o clube inglês disputava a quarta divisão local.

Beckham havia sido lançado como parte do elenco no Manchester United, pelas mãos de Alex Ferguson, em 1993. Dois anos depois, ainda tentando se firmar como titular, o meia foi cedido de forma breve ao Preston, que para quem não sabe, foi o primeiro campeão inglês (invicto) da história, além de também ter sido pioneiro na façanha de conquistar a Liga e a Copa da Inglaterra na mesma temporada.  A Copa, aliás, foi vencida sem que a equipe sofresse um gol sequer, em 1888–89.

Mais de um século depois, as coisas não iam bem para os Lilywhites, que amargavam uma presença pouco destacada na Third Division, hoje chamada de League Two, portanto, a quarta divisão inglesa, para evitar maiores confusões. (Premier League > Championship > League One > League Two).

O time do Preston de 1994–95 era comandado por Gary Peters. De fevereiro a março de 1995, Beckham foi emprestado pelo United ao clube de Lancashire. O período de experiência, que durou cinco partidas e pagou módicos £400 por semana ao atleta, mais bônus de £50 por jogo realizado, é pouco citado na carreira de Beckham, que se tornaria um dos grandes do United pouco tempo depois.

Foto: Site oficial Preston
Foto: Site oficial Preston

Beckham, então com 19 anos, marcou dois gols nestes cinco jogos em que esteve em campo. Usou a camisa de número 4. Assustado antes de fechar o contrato, o atleta confessou em sua autobiografia, anos mais tarde, que pensou que se tratasse de uma dispensa por parte do United e sobretudo de Ferguson.

Apresentado por Peters ao elenco, Beckham seria o encarregado das bolas paradas no Preston. Era o cobrador oficial de faltas e escanteios e entrou pela primeira vez no time no lugar de Paul Raynor.

Eu estava perturbado. Pois tive de sair para dar lugar a ele, contra o Doncaster. Estava me contorcendo de raiva quando David simplesmente marcou um gol cobrando escanteio. Então tive de me calar. (Raynor, em entrevista à Four Four Two, sobre a meteórica estreia de Beckham)

Outro que tem memórias vivas sobre o golaço inaugural de Becks pelos Lilywhites é o zagueiro Ryan Kidd.

Eu ainda hoje acredito que desviei de cabeça aquela bola. Naqueles tempos, ganhávamos bônus por gol. Como eu raramente marcava por ser zagueiro, aquele valor de £50 ou £100 era valioso por demais. Depois do gol de Beckham, o treinador virou e perguntou aos jogadores: ‘Quem foi que marcou?’ Antes que eu pudesse responder que fui eu, ele avisou: ‘Ah, que se dane, foi o David’. Se hoje houvesse alguma chance de pegar aquele dinheiro para mim, certamente o faria.

No jogo seguinte, Beckham fez um gol de falta, batendo por cima da barreira. Na comemoração, foi efusivamente abraçado por um certo companheiro, chamado Moyes. David Moyes. Zagueiro escocês que se aposentaria em 1998. Conhece?

Em 27 de março de 1995, David retornou ao United.

Foto: Caught Offside
Foto: Caught Offside

Depois do mês em Preston, foi hexacampeão inglês, bicampeão da Copa da Inglaterra, campeão da Liga dos Campeões, do Mundial Interclubes, do Campeonato Espanhol, bicampeão da MLS e do Campeonato Francês. Se aposentou em 2013, com a camisa do Paris Saint-Germain, depois de passagens por Real Madrid, Milan e Los Angeles Galaxy. Participou das Copas do Mundo de 1998, 2002 e 2006.

Foi capa de revista, modelo de marcas de cuecas, astro de videogames e diversas outras coisas, aproveitando de sua imagem de bom moço. E por aqueles cinco jogos em 1995, também faz parte da história do Preston, mesmo sem ganhar nenhum título. Um retrato da beleza e da humildade de ser um time pequeno a abrigar uma promessa do futebol mundial.

4 pensamentos em “Como David Beckham foi parar no modesto Preston North End”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *