O Bologna não tem nada a perder ao contratar Balotelli

Eu o compraria, ele estaria bem motivado aqui. Claro, o Bologna tem de respeitar certos limites financeiros, mas pelo preço certo, eu consideraria trazê-lo logo que pudermos. (Pantaleo Corvino, diretor do Bologna, sobre a negociação por Mario Balotelli, do Liverpool)

À parte do pequeno punhado de dinheiro para viabilizar a liberação de Balotelli no Liverpool, o Bologna não tem nada a perder na contratação do atacante para a próxima temporada. Depois de um ano para esquecer, o italiano certamente pode se beneficiar de mais um retorno à Itália, onde foi revelado e teve a sua melhor fase.

Balotelli, por incrível que pareça, tem apenas 24 anos e já rodou tanto quanto um veterano de 32. Estar no ambiente em que foi criado fará bem ao problemático centroavante, que não se encontrou na Inglaterra. E além do mais, o futebol italiano é consideravelmente inferior tecnicamente, o que facilitaria a recuperação de sua confiança.

Mario saiu do Milan em 2014 custando £14 milhões, algo que o Bologna nem sonha em gastar com apenas um jogador. E convenhamos, se o projeto do clube rossoblu fosse ambicioso, Balotelli não seria o principal reforço para mais uma temporada do clube na Serie A. (O Bologna voltou agora da B italiana)

O que faz um grande jogador depois de um ano de insucesso? Se supera para mostrar ao mundo como é que se faz, o que ficou engavetado durante a má fase. Seria Balotelli um grande jogador e capaz de fazer novamente uma temporada razoável? Não sabemos. O que é conhecido do grande público é que Balo tem um temperamento imprevisível. Nunca se sabe quando arrumará algum problema fora dos campos ou quando vai estourar depois de uma crise particular.

O Bologna seria o primeiro time pequeno na carreira de Balotelli, o que já representa uma mudança drástica no estilo de vida. Não como antes, o atacante deve ter algumas regalias, será acompanhado e cobrado mais de perto. Partindo do princípio que a torcida bolonhesa não estará de forma alguma acostumada a vencer, alguns tropeços ou más atuações no começo não serão grande problema para Balo.

A paciência dos italianos com o jogador será bem maior do que a torcida do Liverpool teve, por exemplo. Sem falar na pressão por parte da imprensa inglesa, que se vale de crises para vender jornais ou arrumar cliques. Em paz, Balo tem uma boa chance diante de seus olhos.

Caso os Reds topem se desfazer do grande flop recente da história do clube, o negócio deve ser visto como uma situação em que todos saem ganhando: o jogador por ganhar uma nova chance, o Liverpool por mandar embora uma decepção e o Bologna por ter maior projeção e marketing com Balo de titular. A não ser que na matemática maluca de Balotelli, 2+2 sejam 5, a nova empreitada tem tudo para dar certo. Afinal, o que mais pode dar errado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *