#SextaDasCamisas: Pijamas, roupas de golfistas e resgates históricos

Senhoras e senhores, hoje é sexta-feira, dia de chutar o balde e descansar. Ou entrar de sola para aproveitar o sábado e o domingo. Para encerrar os trabalhos da Todo Futebol nesta semana, trazemos para vocês um post recheado com as melhores camisas lançadas recentemente. A nossa curadoria semanal foi mais fácil desta vez. Muitas peças saíram com qualidade e temos pouco o que lamentar, na verdade. Então, porque não paramos de enrolar e conhecemos a seleção da terceira #SextaDasCamisas?

Guarde seu dinheiro, pois essas camisas estão bem bacanas:

Foto: Todo Sobre Camisetas
Foto: Todo Sobre Camisetas

O Newell’s Old Boys, de Maxi Rodríguez, agora veste Adidas. Depois de abandonar a Topper, a equipe rosarina ganhou um uniforme novo com muita classe e até uma leve alteração no escudo. Agora a sigla N.O.B está alinhada, dando um ar mais sério aos ‘leprosos’. Aliás, o apelido é maravilhoso também. Será que o fardamento não ficaria ainda melhor com as três listras vermelhas?

Internazionale volta a adotar faixas azuis/negras na barriga

Foto: Divulgação/Nike
Foto: Divulgação/Nike

Depois daquela camisa reserva horrorosa da última temporada, a Internazionale ganhou outra away bem interessante da Nike. Não há novidade alguma nela, já que o desenho foi utilizado por repetidas vezes desde que a empresa fornece os uniformes para o clube italiano. Contudo, como costumamos dizer, fazer o simples é a maior chance de acertar. E a Nike acertou em cheio nessa.

Escudo novo para o Steaua Bucareste

Foto: Todo Sobre Camisetas
Foto: Todo Sobre Camisetas

O Steaua Bucareste mudou de escudo para fugir de um enorme processo do exército romeno, no início deste ano. Por algumas rodadas, o clube precisou abandonar as suas cores, seu nome e seu escudo para virar um time X, até que o imbróglio fosse resolvido. Feito isso, para a próxima temporada, a Nike abandonou o padrão listrado para adotar um vermelho com mangas azuis. E claro, o novo símbolo do Steaua, que está bem legal.

Chelsea troca de patrocinadora e usa linhas clássicas em nova camisa

Foto: Todo Sobre Camisetas
Foto: Todo Sobre Camisetas

O Chelsea já começa bem na sua camisa nova da Adidas ao utilizar um estilo clássico com linhas quase transparentes no desenho. A gola com botão e detalhes em branco e vermelho é uma inovação interessante e que respeita a história do clube, que já teve camisas bem bacanas com essas cores. O Yokohama caiu bem por se tratar de uma logomarca discreta. Muito bonita.

Borussia M’gladbach mantém a qualidade em lançamento da Kappa

Foto: Footy Headlines
Foto: Footy Headlines

Ah, essa ficou maravilhosa, vai? Nos últimos anos, a Kappa tem feito releituras interessantes de camisas antigas do M’gladbach, um dos maiores campeões da Alemanha. A de 2015-16 segue um pouco a linha e tem um ar retrô, simples, com as cores dos Potros. Que pena que dificilmente as camisas do M’gladbach chegam ao Brasil.

Agora, para algo completamente diferente, as bombas da semana:

Foto: Footy Headlines
Foto: Footy Headlines

Não pode elogiar, né, Kappa? A primeira camisa do Borussia M’gladbach estava bem bacana, aí temos de ver esta porcaria de camisa reserva. O designer conseguiu colocar duas das piores coisas no mesmo desenho: um degradê mal aplicado e um ridículo traçado que lembra uma rede em cima de tudo isso. Fora que a cor dá enjoo. Minha nossa senhora…

Chelsea inova com listra vermelha aleatória na camisa reserva

Foto: Todo Sobre Camisetas
Foto: Todo Sobre Camisetas

Ao contrário da camisa titular, o Chelsea conseguiu estragar as coisas para o uniforme reserva. Estava tudo indo muito bem com o branco e o azul, mas a Adidas inventou uma faixa em vermelho, no meio das mangas. Uma tentativa de reproduzir a bandeira da Holanda? Uma homenagem à França? E justo no meio das mangas? Ah, gente, não precisava. No geral, nem está tão feia, mas aí cabe lembrar que o designer quis ousar e acabou estragando a peça.

Wolfsburg jogará a Liga dos Campeões usando um pijama

Foto: Divulgação/Kappa
Foto: Divulgação/Kappa

Olha a cara do Luiz Gustavo. Ele está claramente constrangido. Temos alguns erros crassos aí nessa camisa branca que o brasileiro veste: o patrocínio no meio da faixa e este modelo de gola que lembra a pior camisa da Seleção Brasileira. Ela mesma, a do 7 a 1. Mas dá pra passar, até, a titular. O que não dá pra ignorar é esse pijamão reserva. Ninguém da Kappa lembrou que azul e verde não são exatamente cores que ficam bem na mesma peça? Pior ainda se vier com uma faixa branca. Eu já fiz uniformes no videogame muito mais bonitos do que este design radical que só ficaria bem em um turista norte-americano perdido em Fortaleza.

Quer jogar golfe com estilo? Compre o novo fardamento de visitante do Arsenal

Arsenal reserva FH

Com essa camisa, você não fará feio no Augusta Masters ou no PGA Tour. Ideal para empresários cafonas da terceira idade que usam suéteres em cores entediantes para dar umas tacadas despretensiosas em campo aberto. Que pena que o plano inicial era um uniforme de futebol. Fora isso, você pode ser o novo Tiger Woods com muita finesse. Risos.

Diga não ao degradê em camisas com desenho em xadrez

Foto: Divulgação/Nike
Foto: Divulgação/Nike

O que é pior? Ter uma camisa em xadrez, em um degradê mal feito, ou ter o Benayoun como o garoto propaganda do seu novo uniforme? Então, a Nike se superou na tosqueira e fez este negócio esquisito aí para o Maccabi Haifa, de Israel. Provavelmente a ideia foi concebida por uma criança que estava se divertindo com um livro de colorir e teve de lidar com a falta de tinta da sua canetinha verde. Outra coisa que irrita é o fato do escudo e do símbolo da Nike terem ficado camuflados por causa do desenho. Se bem que pode ter sido intencional. Com um pouco de imaginação, até dá pra pensar que é um viral da Heineken. Porém não é. Prefiro me embebedar com Itaipava numa terça-feira à tarde do que vestir essa camisa aí, que horror.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *