Diário #9 da Copa: Ainda bem que bebi

Sábado, 21 de junho, 0h12 (mas vale por sexta-feira)

No primeiro dia de folga na Copa, aproveitei para ver os amigos e relaxar tomando uma cerveja. Ninguém é de ferro, afinal. E no fim das contas, a bebida e os amigos foram fundamentais para que eu me divertisse, pois em campo, os três jogos do dia não tiveram nada de tão impactante. Tivemos uma goleada e uma surpresa, mas foi um dia fraco.

ITÁLIA 0-1 COSTA RICA
Os ingleses vão chorar mais ainda

Se eu não tivesse sequestrado sem querer o cartão da Lucy depois de rachar uma pizza na noite de quinta-feira, não teria passado pela Joaquim Eugênio na volta para a casa dela e do Frodo. E se não tivesse voltado por lá, não teria conhecido e conversado com os primeiros gringos da minha Copa. Era o nono dia, mas até ali eu só tinha visto de perto, sem tempo para bater um papo. Sentei no Asterix para ver a etapa inicial de Itália e Costa Rica, na Arena Pernambuco, em Recife, antes de devolver o cartão sequestrado. Vieram alguns ingleses e uns camaroneses para as mesas ao lado. Resolvi interagir, afinal, o espírito de Copa faz a gente esquecer as travas de conversação em outros idiomas.

-E aí, vocês foram no jogo da Inglaterra ontem?
-Sim, foi uma porcaria. O time jogou bem, mas não consegue vencer. Triste.
-Decepcionante, não?
-Maldito Suárez. Odeio aquele cara.
-E vocês estão dependendo da Itália nesse jogo. Estão ferrados.
-Eles não vão ganhar essa por nós. A Inglaterra voltará para casa; disse o ruivo que pediu uma coca-cola enquanto os amigos tomavam uma Paulistânia.

Paguei a conta antes do intervalo, comemoramos o gol da Costa Rica (no caso eu e os camaroneses) e avisei os ingleses sobre os abusos em contas de bares. “Aqui eles vão sempre tentar fazer você pagar mais do que consumiu. Prestem atenção na conta”, comentei. Antes que pudesse ver algum olhar decepcionado por parte deles, o mais velho que parecia Matt Le Tissier abriu um sorriso e respondeu: “não se preocupe, colega. Amanhã vamos ao Rio”. Bem, pelo menos ele está animado. Espero que tenha cacife para bancar os altos preços na Cidade Maravilhosa.

Subi ao banheiro e na volta, os camaroneses pediram que eu tirasse uma foto deles. Tomavam duas garrafas de Guinness e me agradeceram com aquele sotaque carismático e macarrônico. Fiz um sinal de positivo, avisei que tirei duas e me virei, foi quando um deles me cutucou pelo ombro e disse algo como “poxa, sente aí, beba uma com a gente, pegue um copo!” – Se eu não estivesse com pressa, aceitaria o convite. Mas só a animação deles já me deixou satisfeito com o primeiro contato. E ah, a Costa Rica venceu por 1 a 0, gol de Bryan Ruiz. Foi o adeus da Inglaterra.

SUÍÇA 2-5 FRANÇA
Imprevisivelmente letal

Tomiate, eu, Luccas e Talita
Tomiate, eu, Luccas e Talita

A França chegou ao Brasil com a decepção de estar sem Ribéry. Era uma das grandes que menos prometia para o torneio. Mas duas atuações serviram para colocar Les Bleus em ótima condição de disputa. Depois de vencer Honduras por 3 a 0, os franceses repetiram a vantagem e comeram a Suíça com farofa. 5 a 2 na Arena Fonte Nova, em Salvador, com gols de Giroud, Matuidi, Valbuena, Benzema e Sissoko. Não deu nem graça, a defesa suíça estava em dia lamentável, o meio-campo se escondeu e Benaglio também não fez nada demais para evitar a surra.

Com justiça, a França passou como um trator por cima do adversário e teve a atuação mais eficiente dessa Copa, até onde posso me lembrar. Apesar das suas limitações, a equipe de Didier Deschamps é muito encardida e sabe como encarar um bom desafio. Diante de um oponente sério e tradicional, terá dificuldades, mas Benzema está inspiradíssimo e pode desequilibrar qualquer jogo. Já a Suíça, que marcou com Xhaka e Dzemaili, pode abrir o olho, que com aquele lixo de Djourou ao lado de ‘jogador mais novo a ser considerado velho e ultrapassado’ Senderos, o negócio vai ser sofrível. Se não cuidar, empata com Honduras e fica fora.

HONDURAS 1-2 EQUADOR
Foi em Curitiba, né

Enner Valencia fez dois gols e é o único jogador equatoriano a marcar nessa Copa. Honduras está fora da Copa. É tudo o que você precisa saber sobre esse 2 a 1 para o Equador.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *