Regulamento oficial da II Copa Trifon Ivanov

Senhoras e senhores, meninos e meninas, jogadores e jogadoras: é chegada a hora de conhecermos o regulamento oficial da II Copa Trifon Ivanov. Nesse post, você vai saber como a banda toca no campeonato e pode já tomar nota sobre o que pode e o que não pode ser feito em campo no dia 8 de fevereiro.

Formato
Sem muitas delongas, é importante que vocês saibam a fórmula de disputa: serão 5 grupos (quatro masculinos e um feminino). Eles se enfrentam dentro das chaves em turno único com partidas de 10 minutos, sem intervalos. Por isso, pedimos para que vocês não se atrasem e respeitem o horário do campeonato, que se inicia às 10h do dia 8.
Em cada chave, avançam dois times para a segunda fase do torneio, o módulo A, o Portuguesa. Os dois últimos disputam uma espécie de Taça de Prata, o módulo B, o Fluminense. Após o final dos dois módulos, teremos um amistoso entre os campeões. Para o Troféu Kátia Cilene, a segunda fase consiste em final e disputa do terceiro lugar, visto que só temos quatro concorrentes.

Critérios de desempate
Pontos, vitórias, saldo de gols, gols pró e cartões, nesta ordem.

Segunda fase (Quartas, semi e final)
Na segunda fase, jogos únicos definirão quem avança até a final, que por sua vez terá dois tempos de 10 com um intervalo de cinco minutos, assim como na primeira edição. O mesmo vale para o módulo Flu. No caso do torneio feminino, final e terceiro lugar seguem o molde. Teremos um campeão oficial, um campeão do módulo Fluminense e um campeão do Troféu Kátia Cilene. A decisão feminina também terá dois tempos de 10 minutos com intervalo de cinco.

Escalações das equipes
O torneio masculino terá cinco atletas de linha, um goleiro e dois reservas. No feminino, são seis na linha, uma goleira e duas reservas.

0354c-antesdafinalportesthomevives

Vives, o photobomber

No mais, fique atento às diretrizes disciplinares. Se possível, imprima e cole na cabeceira para não esquecer. E se você é um dos árbitros/árbitras (alô, Bruno Winckler, Fernando Cesarotti, Acácio Barros, Rodrigo de Giuli e Talita Moraes), estude as poucas regras do certame.

Regras básicas
A- Laterais e escanteios devem ser cobrados com as mãos. Caso sejam cobrados com os pés, será anotada reversão.
B- Recuos para o goleiro seguem as regras do campo. Qualquer recuo com os pés em que o goleiro use as mãos, será marcado tiro livre indireto. É permitido em toques de cabeça e lançamentos de lateral.
C- As substituições são ilimitadas.

C2- Substituições só poderão ser efetuadas com a bola parada. E o árbitro deve ser comunicado.
C3- Os jogadores na lista de espera poderão ser chamados em caso de lesão e desfalque de alguma equipe. E isso é definitivo pelo restante da competição. Não existe substituto tampão. Entrou, fica até o fim. Portanto, se você se inscreveu e não foi sorteado, compareça.
C4- Em caso de lesão do goleiro, o time pode optar por escolher alguém da lista de espera ou deslocar alguém da linha para o gol.
C5- Se houver mudança de posição, ela deverá ser definitiva. Apenas em caso de retorno do goleiro original, o deslocado pode retornar para a linha.
C6- Na última edição, alguns atletas precisaram sair mais cedo. O time que ficar desfalcado de alguém que não foi suspenso, pode chamar alguém da lista de espera, respeitando a ordem.

D- Os cartões ficam a critério dos árbitros. Dois cartões amarelos resultam em um jogo de punição, um vermelho também. No feminino, três cartões amarelos geram suspensão automática. Condutas anti-desportivas serão analisadas e julgadas pela comissão arbitral logo após o término da partida. Lembrando sempre que a expulsão do campeonato pode ser aplicada, dependendo do caso.
E- Bola na rede do teto resulta em lateral.
F- A saída de bola não pode ser um chute direto. Precisa ser um passe para frente.
G- A distância da barreira em faltas deve ser de 4 passos no masculino e 5 no feminino.
H- O goleiro pode pegar com a mão um recuo que for feito de uma cobrança de lateral.3.
I- Penaltis alternados nas quartas, semis e 3º, 3 cobranças e alternadas nas finais.
J- Exclusivamente nesta edição será permitido o revezamento de goleiros nas equipes femininas.

ace5b-chiorinodominacomobac3a7o

Miscelânea (Para mais, siga o perfil @TRIFAorg no twitter)
Não é permitido atirar cerveja nos colegas.
Não é permitido fumar em campo.
Não é permitido defecar em campo.
Não é permitido usar sinalizadores.
Não é permitido usar soco inglês.
Não é permitido o uso de gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral (SEM VIOLÊNCIA)
Não é permitido o uso de chuteiras com trava de alumínio.
Não é permitido morrer em quadra.
Não será tolerada nenhuma forma de agressão física.
Não é permitido escalar goleiros com mais de dois braços.
Não é permitido jogar de patins.
Não é permitido jogar de sunga.
Não é permitido vomitar em campo.
Não é permitido misturar drogas na bebida dos adversários.
Não é permitido usar faca ou canivete escondidos no meião.
Não é permitido comemorar fazendo pintocóptero.
Não é permitido jogar de canga.
É permitido fazer dancinhas.
É permitido usar regata, apenas fora da quadra.
É permitido beber em campo.
É permitido jogar embriagado.
É permitido levar um bongô.
É permitido armar um pagode na cohab no maior astral.
É permitido usar camisa da Portuguesa, apenas fora da quadra.
É permitido levar bandeiras de qualquer país e qualquer clube.
É permitido comer churrasco durante a partida.
É permitido atirar amendoim em campo.
É permitido usar Biofenac.
É permitido fazer a bicicleta humana.
É permitido incorporar um espírito em campo.

2 pensamentos em “Regulamento oficial da II Copa Trifon Ivanov”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *