Quando Leonardo pensou que era Zico

Leonardo pode ter tentado apagar tudo de bom que fez em sua carreira com aquela cotovelada em Tab Ramos, mas uma coisa é certa: em sua passagem pelo Japão, o brasileiro deixou saudades no Kashima Antlers, pouco depois do sucesso estrondoso de Zico por aquelas bandas.

Em 1994, Leonardo tinha 25 anos quando defendia o Kashima Antlers. Chegou após o título na Copa do Mundo e ainda teve a oportunidade de atuar ao lado de Zico, seu ídolo e conhecido dos tempos de Flamengo.

A verdade é que até hoje o Antlers é um reduto de bons jogadores brasileiros. Afinal, atuaram lá nomes como Toninho Cerezo, Mazinho, Bebeto, Alcindo, Jorginho, Danilo, Marquinhos Cambalhota e Marcinho Pebolim, sem falar em Oswaldo de Oliveira, multicampeão como treinador da equipe.

Leonardo vinha do São Paulo e seria mais um jogador relevante a tentar fazer crescer o futebol japonês. Ele já era um atleta de técnica refinada, bom chutador e excelente cobrador de faltas. Antes de passar por Paris Saint-Germain e Milan, fez uma pintura na J-League contra o Yokohama Flügels, de Evair, Zinho e César Sampaio.

Em meio a quatro marcadores, ele fez malabarismo e humilhou a defesa do Flügels com classe e uma finalização não menos brilhante do que os dribles que executou dentro da área. Sem dúvida, se trata de uma obra de arte do camisa 10. Tudo bem que isso não ajudou muito na campanha do Kashima, que concluiu aquela edição da J-League em sétimo e viu o mesmo Flügels ser campeão em cima do Verdy Kawasaki.

Campeão ou não, temos de respeitar esse golaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *