Destaque

Ajude a TF a crescer ainda mais: entre para o XXV de Amsterdã

A Todo Futebol está às vésperas de completar seis anos de vida. O trabalho duro e as histórias que contamos trouxeram uma boa audiência e consolidaram o nosso espaço. Mas é hora de dar um passo adiante. Para continuar com a rotina, temos de contar com a sua ajuda. O momento é difícil, sabemos, mas a TF precisa de você, amigo leitor.

Continue lendo “Ajude a TF a crescer ainda mais: entre para o XXV de Amsterdã”

Ninguém pode escapar de Jesus – exceto Reinhard Libuda

Ponta-direita infernizou defensores ao longo de sua carreira. Talento para dribles e gols quase sobrenaturais deram a Reinhard “Stan” Libuda um status de lenda no futebol alemão. Ídolo nos dois rivais do Vale do Ruhr, o atacante manchou sua imagem após um escândalo de manipulação de resultados.

Continue lendo “Ninguém pode escapar de Jesus – exceto Reinhard Libuda”

Jacques, Bernard, Christophe e o maior escândalo do futebol francês

O império do Olympique Marseille começou a cair logo após o título europeu contra o Milan. Após um jogo contra o Valenciennes pelo Campeonato Francês, os marselhenses acharam que escapariam impunes, mas um acerto para vender o resultado da partida trouxe graves consequências para o clube.

Continue lendo “Jacques, Bernard, Christophe e o maior escândalo do futebol francês”

Silenzi, o italiano que foi pioneiro e flopou na Premier League

Antes da era bem sucedida dos italianos no Chelsea, Andrea Silenzi abriu as portas para os jogadores de seu país na Premier League. Contratado pelo Nottingham Forest com muita expectativa, flopou com força e até hoje é lembrado como uma grande decepção na Inglaterra.

Continue lendo “Silenzi, o italiano que foi pioneiro e flopou na Premier League”

Uma Juventus apenas para jogadores italianos

Quarenta anos atrás, a Juventus erguia o troféu da Copa Uefa, o seu primeiro na Europa. Diante do Athletic Bilbao, os juventinos vestiram azul e se tornaram a única equipe inteiramente nacional a ser campeã europeia, um feito que parece impossível no futebol moderno.

Continue lendo “Uma Juventus apenas para jogadores italianos”

Sangue na grama: A lesão que abalou o futebol alemão nos anos 1980

Um carrinho violento dado por Norbert Siegmann em Ewald Lienen trouxe o caos para o futebol alemão. Acusado de incitar a violência em campo, o técnico Otto Rehhagel, do Werder Bremen, virou o ícone de uma polêmica arrastada no início da década de 1980.

Continue lendo “Sangue na grama: A lesão que abalou o futebol alemão nos anos 1980”

Platini e o canto do cisne do grande Saint-Etienne

Michel Platini liderou o Saint-Etienne ao título em 1981, encerrando um período dourado para os alviverdes. A conquista da Ligue 1, por margem estreita em relação ao Nantes, representou o fim de toda a glória do maior campeão nacional da França.

Continue lendo “Platini e o canto do cisne do grande Saint-Etienne”

O primeiro clube campeão da Alemanha quase foi um tcheco

Um clube tcheco se inscreveu para a disputa da primeira liga de futebol na Alemanha, em 1903. A saga durou apenas um jogo, justamente a decisão contra o VfB Leipzig. A goleada na final impediu uma bizarrice histórica por parte do DFC Prag.

Continue lendo “O primeiro clube campeão da Alemanha quase foi um tcheco”

O último beijo nas redes do Sarriá

Casa do Espanyol por mais de setenta anos, o Sarriá abrigou um dos momentos mais tristes da história do futebol brasileiro, em 1982. Quinze anos depois da fenomenal atuação da Itália de Paolo Rossi, o estádio catalão fechou as portas e teve Iván Campo como o seu último goleador.

Continue lendo “O último beijo nas redes do Sarriá”

A legião holandesa que levou o Mechelen à glória

Entre os campeões da extinta Recopa Uefa está o meteórico belga Mechelen. Vencedora do torneio em 1988, a modesta equipe teve três anos inesquecíveis no fim da década de 1980, quando contava com um contingente holandês no elenco. Apesar da façanha, o auge durou pouco para eles.

Continue lendo “A legião holandesa que levou o Mechelen à glória”

A derrota dolorosa que fez o Dortmund ganhar força na Europa

Na final de 1993 da Copa Uefa, Juventus e Borussia Dortmund se enfrentaram em dois jogos decididos na base do talento e com grande margem favorável aos italianos. A surra no agregado serviu de aprendizado para os alemães, que se fortaleceram e deram o troco, quatro anos depois.

Continue lendo “A derrota dolorosa que fez o Dortmund ganhar força na Europa”