Destaque

Ajude a TF a crescer ainda mais: entre para o XXV de Amsterdã

A Todo Futebol está às vésperas de completar seis anos de vida. O trabalho duro e as histórias que contamos trouxeram uma boa audiência e consolidaram o nosso espaço. Mas é hora de dar um passo adiante. Para continuar com a rotina, temos de contar com a sua ajuda. O momento é difícil, sabemos, mas a TF precisa de você, amigo leitor.

Continue lendo “Ajude a TF a crescer ainda mais: entre para o XXV de Amsterdã”

Yegor Titov, o gênio de uma geração perdida na Rússia

Antecessor de Arshavin como astro russo, Yegor Titov viveu no olho do furacão enquanto deslanchava no Spartak Moscou. Meio-campista completo e com faro de gols, Titov jamais quis deixar a Rússia e perdeu a chance de se notabilizar no exterior.

Continue lendo “Yegor Titov, o gênio de uma geração perdida na Rússia”

Oscar Dertycia, o Sansão do futebol moderno

Atacante argentino despontou para o estrelato no final da década de 1980, mas uma grave lesão no joelho determinou o que seria o resto de sua carreira. Oscar Dertycia perdeu os cabelos e a força em sua terrível fase na Fiorentina.

Continue lendo “Oscar Dertycia, o Sansão do futebol moderno”

O mito de Dalla Bona, o craque do Chelsea que nunca estourou

Lançado a partir da base do Chelsea em 1999, o italiano Sam Dalla Bona despontou para a Premier League como um meia versátil e prestes a ganhar o mundo sob a tutela de Gianfranco Zola. Mas as más decisões e a saída precoce da Itália prejudicaram a sua carreira.

Continue lendo “O mito de Dalla Bona, o craque do Chelsea que nunca estourou”

O mundo incompleto do jovem Sonny Pike

Lançado ao estrelato antes mesmo de iniciar sua carreira como futebolista, o inglês Sonny Pike se transformou em celebridade durante a infância. Atormentado por problemas particulares e uma ruptura de sua família, o jovem nem sequer estreou em nível profissional, escrevendo uma história de frustração e exploração.

Continue lendo “O mundo incompleto do jovem Sonny Pike”

O ritual que deu forças ao Chile na Copa do Mundo de 1962

Para encarar sua primeira grande participação em Mundiais, o Chile não quis ser apenas um mero anfitrião. Preparada para os desafios que viriam pela frente, a seleção chilena fez uma série de rituais antes das partidas, apreciando especiarias nacionais de seus adversários. A tática estava dando certo, até que o Brasil apareceu pelo caminho.

Continue lendo “O ritual que deu forças ao Chile na Copa do Mundo de 1962”

O combustível secreto dos anos dourados de Clough no Forest

Qual é o verdadeiro combustível dos campeões? Motivação, coragem ou álcool? O Nottingham Forest de Brian Clough tem uma relação estreita com a bebida, desde o primeiro título europeu, conquistado em 1979, até o fundo do poço, em 1993. A fama de alcoólatra perseguiu o técnico mesmo depois de sua aposentadoria.

Continue lendo “O combustível secreto dos anos dourados de Clough no Forest”

O dia em que Parlour saiu da mesa do bar direto para o campo de jogo

Deixado de fora da delegação do Arsenal, Ray Parlour decidiu sair para uma bebedeira casual no dia de um jogo contra o Liverpool, em 1992. Mas enquanto se embebedava, foi surpreendido por uma convocação extraordinária e acabou entrando como titular.

Continue lendo “O dia em que Parlour saiu da mesa do bar direto para o campo de jogo”

O Colo-Colo que se redimiu de sua maior frustração continental

Treinado pelo croata Mirko Jozic, o Colo-Colo de 1991 superou o trauma de ter perdido a final da Libertadores de 1973 e se remontou para honrar o grande time de Carlos Caszely. O título daquele ano foi a cereja no bolo de uma geração predestinada.

Continue lendo “O Colo-Colo que se redimiu de sua maior frustração continental”

O ano em que o Olimpia impulsionou a glória do futebol paraguaio

Apenas um time paraguaio percorreu a longa estrada até o título da Libertadores. Campeão da América em 1979, o grande Olímpia colocou o seu país no mapa do futebol e ainda fez um ensaio para o título dos paraguaios na Copa América, ao fim do ano.

Continue lendo “O ano em que o Olimpia impulsionou a glória do futebol paraguaio”

A saga do Independiente que teve o mais longo reinado na Libertadores

Tetracampeão sul-americano entre 1972 e 75, o Independiente alcançou a marca de seis títulos no período de onze anos. O reinado do Rojo rendeu a alcunha de “Rey de Copas” e o clube é até hoje o maior vencedor da Libertadores.

Continue lendo “A saga do Independiente que teve o mais longo reinado na Libertadores”